26 de janeiro de 2014

Avalie e previna os riscos de uma gravidez após os 35 anos

http://www.terra.com.br/mulher/infograficos/gravidas-famosas/gravidas-famosas5.htm

O mundo evoluiu, a expectativa de vida aumentou, mas algumas regras do corpo humano ainda são as mesmas dos tempos paleolíticos. Uma delas, inclusive, tem a ver com o ciclo reprodutivo da mulher, que começa a decair após os 35 anos mais ou menos. As células que geraram todos os óvulos já nascem com elas, ou seja, elas vão envelhecendo com o tempo, o que aumenta as chances de problemas. "Além disso, com a idade avançada há alterações do metabolismo, sistema imunológico, e do preparo do organismo para uma gestação, podendo assim desenvolver complicações", explica a ginecologista e obstetra Erica Mantelli.

Mas isso não quer dizer que você não possa mais ser mãe depois dessa idade. Ter qualidade de vida melhora muito as chances de uma gravidez tranquila e feliz, em qualquer idade. "Mulheres acima de 35 anos, que são saudáveis, praticam atividade física, mantêm alimentação equilibrada e fazem acompanhamento médico rigoroso conseguem amenizar alguns riscos", diferencia a especialista.

Por outro lado, ter filhos após essa idade está se tornando cada vez mais comum. "Há 20 anos 5% das grávidas tinham idade superior a 35 anos, hoje esse número chega a 20% em grandes capitais", contextualiza o ginecologista e obstetra Sang Cha, professor livre-docente da Universidade de São Paulo e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Ultrassonagrafia. E se esse é o seu caso, não precisa então se desesperar. Avalie a seguir os principais riscos da sua gestação e veja como é possível evitá-los ou minimizá-los.


Hipertensão e pré-eclâmpsia

Os quadros são um pouco diferentes, mas envolvem um problema comum: a pressão arterial elevada, o que traz uma série de riscos à mamãe e ao bebê. E tanto a hipertensão quanto apré-eclâmpsia são de duas a três vezes mais incidentes na gravidez após os 35 anos. "Existe o envelhecimento do útero, a placenta não desenvolve adequadamente, e assim ela libera substâncias que acabam induzindo a hipertensão", ensina o ginecologista e obstetra Sang Cha, professor livre-docente da Universidade de São Paulo e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Ultrassonagrafia. Mais especificamente, essas substâncias agem na camada interna das veias, o endotélio, fazendo com que ele se endureça e necessitando que o sangue seja bombeado com mais força para circular com a velocidade necessária.

Como prevenir: Apesar da predisposição biológica, o estilo de vida está muito relacionado à gestação: "Alimentação saudável, com baixo teor de sódio, praticar atividade física , controlar ganho de peso e cuidar da saúde auxiliam sim", considera a obstetra Erica Mantelli. Mesmo assim, essas intercorrências podem aparecer, principalmente a pré-eclâmpsia, que não tem uma causa já definida. Por isso, o acompanhamento constante do obstetra nas primeiras semanas de gravidez é o que indica a maior parte dos riscos, não importa a idade da gestante.
Diabetes gestacional

A alta do açúcar no sangue é muito mais comum em gestantes acima dos 35 anos, cerca de duas a três vezes mais. Isso ocorre porque a resistência ao hormônio insulina aumenta com idade - esse quadro ocorre quando as células precisam muito desse hormônio para absorver uma mesma quantidade de glicose, o que em longo prazo favorece o diabetes. "Isso coincide com a gravidez, em que uma série de hormônios é aumentada, como a insulina, o que favorece a diabetes gestacional", considera Sang Cha. 

Como prevenir: Mais uma vez cuidar do peso e da alimentação, aumentar a quantidade de atividade física e cuidados redobrados no pré-natal auxiliam a saúde da gestante e previnem esse risco. Porém, o ideal é que, além de cortar o sódio, reduza-se também a ingestão de carboidratos simples e açúcar, aumentando o número de alimentos integrais e com carboidratos complexos. 

Baixo crescimento fetal

O estilo de vida atual influencia na saúde da gestante e nesse problema, que é de duas a três vezes mais incidente em gestantes mais velhas. "Hoje é comum que os bebês cresçam pouco, já que as mulheres têm empregos de alto comando, trabalhos estressante, não comem bem, não descansam, trabalham até o fim da gestação e isso interfere na nutrição do feto", considera Sang Cha. O problema é que crianças que nascem abaixo do peso têm maiores chances de ter doenças cardiovasculares, diabetes, câncer e deficiências no aprendizado. 

Como prevenir: Durante o pré-natal o obstetra vai acompanhando o crescimento do bebê através do peso da gestante, além das ultrassonografias. Caso ele note que a criança está crescendo pouco, ele certamente irá recomendar repouso. Mas para evitar esse problema, vale a pena pegar mais leve durante a gestação. "Outras atividades desviam fluxo de nutrientes e sangue do bebê", alerta o especialista. 

Anomalias genéticas

A mulher já nasce com todas as células que geraram seus óvulos, o que faz com que elas envelheçam com o passar do tempo. O problema é que células mais velhas podem ter maiores problemas de divisão celular, o que pode resultar em óvulos com cromossomos a mais ou a menos. Como o código genético determina todo o funcionamento do nosso corpo, isso pode acarretar em bebês com alterações. "Existem diversas síndromes causadas por alterações genéticas, e a Síndrome de Down é a mais conhecida. Mas existem outros como Síndrome de Turner, Distrofia Muscular de Duchenne, Fibrose Cística, Fenilcetonúria...", enumera Erica Mantelli. Outro problema comum causado pelas falhas genéticas é o aborto espontâneo ou nascimento de crianças com mal-formações.

Como prevenir: Engravidar mais cedo é a forma mais eficaz de reduzir os riscos desse problema. Porém, planejar uma gravidez tardia pode ajudar, e muito! Primeiro por que é possível fazer a criopreservação dos óvulos, garantindo que eles não envelheçam com você e tenham menos chances de terem problemas na divisão celular. Se esse não for o caso, a fertilização in vitro permite que um exame complementar que verifica se o embrião tem algum problema em seu DNA, o diagnóstico genético pré-implantação. Mas, infelizmente, isso envolve custos mais altos.

Placenta prévia

Essa condição ocorre quando a placenta está localizada no colo do útero, quando ela deveria estar ao fundo desse órgão. "Quando a placenta recobre o colo do útero, pode causar sangramento intensos e não permite o parto normal", explica Sang Cha. O problema é mais comum em gestantes mais velhas, mas principalmente aquelas que já tiveram outros filhos em partos cesarianas. Mas, no geral, acomete apenas 1% das gestantes.

Como prevenir: Não é sempre possível evitar o problema, apesar de uma forma de reduzi-lo seria com a realização de partos cesariana apenas quando houver real necessidade. Porém, a melhor forma de evitar problemas é o diagnóstico precoce. "Hoje com ultrassom se diagnostica isso até terceiro ou quarto mês", considera o especialista. Tendo detectado é possível prevenir um parto prematuro, evitando relações sexuais e atividades físicas de alto impacto. 

Parto prematuro

Partos prematuros não são exclusividade das gestantes mais velhas: sua incidência também é alta em mães adolescentes. Mas no caso das mulheres com mais de 35 anos, sua ocorrência se deve principalmente, à quantidade de outros riscos que encontramos nessa gestação. "Depois dos 35 anos o útero está envelhecido e tem problemas, o que facilita o parto prematuro. Ele normalmente é uma manifestação de um ambiente biológico inadequado - hipertensão e diabetes pode causar um parto precoce, por exemplo", contextualiza Sang Cha.

Como prevenir: De acordo com o especialista, 95% dos partos prematuros poderiam ser evitados com um pré-natal adequado, identificando condições de risco como diabetes gestacional, hipertensão ou pré-eclâmpsia.

Distócia funcional

O envelhecimento do útero também atrapalha o desenvolvimento do trabalho de parto, a chamada distócia funcional, que tem o dobro de incidência em mulheres após os 35 anos. Além disso, como a incidência de outros problemas é comum nessa faixa etária, muitas vezes é preciso antecipar o parto. ?As distócias nessa idade se devem principalmente se o parto foi induzido, ou seja, não se iniciou espontaneamente?, considera a obstetra Erica. Mas existem outras causas: "também ocorre por alterações na pelve, problemas posturais, histórico de cirurgias pélvicas, presença de mioma ou cistos", completa a especialista.

Como prevenir: A prevenção desse problema está essencialmente no trabalho do médico, ao usar a medicação certa, mudar a posição da gestante constantemente, dar suporte psicológico e controlar a dor de forma correta, com anestesias e outras medidas.

Fonte: MSN

24 de janeiro de 2014

Câmbio: Dólar, Euro, Libra e Peso.

Dólar com.2,39732,3980-0,19%
Dólar tur.2,32002,4900+1,63%
Euro3,27973,2829+0,02%
Libra3,95363,9573-0,68%
Peso0,30010,3004-0,96%

Fonte: Thomson Reuters

21 de janeiro de 2014

Incríveis fotos mostram mergulhador brasileiro alimentando e brincando com tubarões nas Bahamas

Para a maioria dos mergulhadores, ter um encontro com tubarões em águas profundas é algo para se evitar.



Mas para o fotógrafo Daniel Botelho, isso é um grande momento para registrar belas imagens. As fotos foram feitas em Tiger Beach, uma incrível praia nas Bahamas. O local é conhecido como “seguro” para alimentar tubarões dando-lhes peixes diretamente na boca.

“Eles parecem assustadores quando abrem suas bocas. Você precisa dar ao tubarão um certo espaço para que ele saiba que você está lá antes que ele abocanhe o peixe”, disse Botelho. “Você precisa ter muito respeito, cuidado e estar mentalmente focado durante todo o tempo”.


Ele foi acompanhado dos mergulhares experientes Vicente e Debra Canabal, para conseguir registrar as fotos.

Apesar dos grandes riscos que envolvem esse tipo de mergulho, Botelho acredita que turismos aquáticos que coloquem as pessoas em contato com os tubarões são uma das poucas formas de gerar conscientização para que as pessoas preservem as espécies.


Desde 1972, acredita-se que a população de tubarões-tigre tenha caído em 97% em todo o mundo, devido à pesca para consumo e abastecimento de grandes empresas, especialmente asiáticas, que usam sua carne ou nadadeiras em pratos exóticos.

Atualmente, 20 espécies de tubarão estão na lista de extinção da União Mundial de Conversação. Isso ocorreu porque existe uma enorme demanda pelo mercado de barbatana para a famosa “sopa afrodisíaca” consumida em vários países.

Tubarões-tigre possuem a característica principal de engolir praticamente qualquer coisa que cruze seu caminho, de pequenos e grandes peixes até focas, aves ou mesmo tubarões menores.

Fonte: J. da Ciência 

Câmbio: Dólar, Euro, Libra e Peso.

cOMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.2,36002,3615+0,99%
Dólar tur.2,29002,4500+1,66%
Euro3,19703,1984+0,55%
Libra3,88393,8864+0,86%
Peso0,34240,3425-0,29%

Fonte: Thomson Reuters

19 de janeiro de 2014

Emocionante: Após morte de sua dona, cão frequenta a missa diariamente esperando que ela “volte”


Com 12 anos de idade, o pastor alemão chamado Tommy vai à missa todos os dias e senta-se e espera, pacientemente, em frente ao altar. Sua rotina tem um único objeto: esperar que sua dona possa voltar e levá-lo para casa.

Tommy retorna sempre para o local porque este foi o lugar que ele a viu pela última vez. Seu funeral foi realizado nesta igreja, então ele espera, dia após dia, que ela possa buscá-lo.

Ele permanece durante toda a missa, quieto e sem latir. Tem o hábito de permanecer por horas, mesmo quando o padre já não está no altar.




































O jornal italiano Il Messaggero, disse que o caso deixa todos da cidade comovidos e emocionados. Trata-se de uma demonstração genuína de lealdade e amor.

Maria dos Campos era muito conhecida na cidadezinha. Ela vivia sozinha com Tommy e outros três cães. Todos costumavam segui-la em sua rotina de visitas e orações na igreja, mas apenas o pastor alemão continuou fazendo o mesmo trajeto, todos os dias.





































Os moradores da região o alimentam e dão água. Atualmente ele vive nas ruas. 
Na verdade, ele não aceita ser adotado por ninguém e espera que sua dona possa buscá-lo um dia.

Fonte: Pawnation 
Fotos: Reprodução / Pawnation.com

12 de janeiro de 2014

Raio atinge subestação do metrô e provoca uma pane na linha sul

Um curto-circuito ocorrido por volta das 23h40 de anteontem provocou uma pane na linha 2 sul do metrô do Recife (Metrorec). 
A descarga elétrica danificou os equipamentos e o trecho da linha entre as estações da Imbiribeira e Porta Larga ficou completamente parado entre as 5h e 9h de ontem.
Inicialmente, os usuários afirmaram que o problema aconteceu devido a uma explosão, mas depois, a Metrorec divulgou nota explicando que um raio havia atingido a Subestação Retificadora do metrô, que fica que fica próxima à estação Shopping.
O raio danificou equipamentos causando um princípio de incêndio, além da ruptura de um dos cabos de alimentação da rede aérea que abastece os trens. Os bombeiros foram ao local e controlaram o fogo.
Ninguém ficou ferido. Há relatos de que, durante a madrugada, aconteceram novas explosões, e que os bombeiros voltaram a ser acionados.
Após as 9h, a linha sul operou, durante o dia ontem, com apenas três trens nos sentidos cidade/subúrbio e subúbio/cidade nas linhas entre o bairro da Imbiribeira, no Recife, e Porta Larga, em Jaboatão dos Guararapes. Segundo a Metrorec, o intervalo entre os veículos aumentou de cinco a dez minutos mais do que o tempo habitual, que costuma ser de 20 minutos, normalmente.
Nos trechos entre as estações Centro/Imbiribeira e Porta Larga/Cajueiro Seco, o metrô operou normalmente ontem.
Segundo a Metrorec, uma equipe técnica da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) realizou reavaliações após os serviços de reparo para recolocação do cabo danificado para que o transporte de passageiros hoje não fosse prejudicado.

Fonte: Destak Jornal

10 de janeiro de 2014

Câmbio: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.2,39652,3975+0,33%
Dólar tur.2,31002,4500-0,41%
Euro3,25343,2551+0,01%
Libra3,93903,9408-0,04%
Peso0,36070,3609-0,55%

Fonte: Thomson Reuters

5 de janeiro de 2014

Morre o cantor Nelson Ned aos 66 anos em SP

O cantor Nelson Ned morreu na manhã de hoje, aos 66 anos, devido a complicações de um quadro de pneumonia que o levou a ser internado no Hospital Regional de Cotia ontem. 

A informação de sua morte foi confirmada pela assessoria do hospital. 
No sábado, ele havia dado entrada na instituição com um quadro de infecção respiratória aguda, pneumonia e problemas na bexiga. 
Desde o último dia 24 de dezembro, Ned estava registrado na casa de repouso Recanto São Camilo, na Granja Viana, onde recebia diariamente a visita de uma irmã e do cunhado. 

Foi na casa de repouso que a ambulância o socorreu, rumo ao hospital. 
Carreira 
Nelson Ned nasceu em Ubá, em Minas Gerais, em 2 de março de 1947. 
Nos anos 60, iniciou carreira e gravou discos que repercutiram, inclusive, na América Latina. 

Seu maior sucesso é a canção "Tudo Passará", de 1969. Essa música teve mais de 40 regravações. 
Em 1996, Ned lançou a biografia "O Pequeno Gigante da Canção", referência à sua condição de anão. Ele media 1,12 m de altura. 

O artista sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) em 2003. 
Como consequência do AVC, perdeu a visão de um olho e precisou se locomover com a ajuda de uma cadeira de rodas, além de enfrentar diabetes, hipertensão arterial e foi diagnosticado também com mal de Alzheimer em fase inicial.


Fonte: O Vale

4 de janeiro de 2014

ANVISA encontra pelo de rato em pimenta do reino e manda interditar o produto


                                                                       
Fabricado pela Domingos Costa Indústria Alimentícia, o produto continha em sua composição pelos de roedor. 

Isso caracteriza um possível problema à saúde, uma vez que o animal é reconhecido cientificamente por ser transmissor de agentes infecciosos. O produto apresenta validade até 12/04/2015.

A Domingos Costa ainda não emitiu comunicado oficial sobre a medida de Agência Nacional de Vigilância Sanitária e os produtos deverão ser retirados de circulação (caso já tenham sido vendidos).



A ANVISA interditou, como medida cautelar, o produto Pimenta do Reino Preta Moída.

Fonte: JC/ANVISA Foto: Reprodução / EsHoje

2 de janeiro de 2014

Pernambucana será protagonista de novela da Globo

A ascensão de Chandelly Braz ao estrelato pode ser definida como meteórica. Destaque como Brunessa na novela “Cheias de Charme”, a pernambucana assume um novo desafio em 2014: ela será protagonista da próxima novela das sete da Globo, “Geração Brasil”. O folhetim é escrito por Filipe Miguez e Isabel de Oliveira, responsáveis por “Cheias de Charme”, e tem cenas gravadas no Estado.

Foto: Divulgação

Ainda não há muitos detalhes sobre a novela, apenas que a trama vai abordar questões relacionadas à tecnologia e às redes sociais. Chandelly interpretará Manu e seu par romântico vai ser vivido por Humberto Carrão, namorado da atriz na vida real. “Geração Brasil” está prevista para estrear em maio.

Fonte: Folha-PE. 

Pedágio para Suape e praias do Litoral Sul

Trata-se dos primeiros 13,6 quilômetros da Via Expressa, com destino ao Complexo de Suape e às praias do Litoral Sul. 
A tarifa básica para carros de passeio será de R$ 5,60. Motocicletas e motonetas pagarão R$ 2,80. O valor será o mesmo tanto nos dias úteis quanto nos fins de semana. Motos pagam a metade.
Segundo a Concessionária Rota do Atlântico (CRA), entrarão em operação três praças de pedágio. A primeira é a TDR-Norte (acesso pela PE-28 dos motoristas que seguem do Paiva). A segunda é a do acesso principal de Suape (acesso pela PE-060). A última é da VPE-052 (acesso pela PE-060).
Desta forma, quem for para Suape terá, obrigatoriamente, de pagar pedágio a partir do sábado. Quem for para o Litoral Sul e não quiser saber de pedágio deve continuar usando a PE-060.
A expectativa da Rota do Atlântico é de que quase toda a Via Expressa seja entregue até o fim de janeiro. Apenas o acesso à Ilha de Cocaia, com cerca de 13 quilômetros, ficará para o final do primeiro semestre de 2014. Esta será a ligação para o polo naval de Suape.
Fonte: DestaK Jornal

Câmbio: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.2,39042,3913+1,43%
Dólar tur.2,36002,5300+5,42%
Euro3,26683,2704+0,62%
Libra3,92773,9308+0,39%
Peso0,36510,3654+0,8%

Fonte: Thomson Reuters