Em visita ao Etepam, Paulo reforça compromisso com ensino técnico

A ampliação da oferta de vagas no ensino técnico em Pernambuco é um dos compromissos assumidos por Paulo Câmara para a conquista de uma educação pública com mais qualidade. Em visita à Escola Técnica Professor Agamenon Magalhães (Etapam), na manhã desta sexta-feira (5), o candidato da Frente Popular destacou que o Estado contará, a partir de 2015, com 40 unidades com esse perfil espalhadas em 34 municípios. 

Além das disciplinas do ensino médio tradicional, essas escolas oferecerão atividades relacionadas às vocações de cada região e aos novos empreendimentos que estão chegando a cada uma delas.

"O caminho para termos um Estado melhor, menos desigual e com mais oportunidades para o nosso povo é a educação. Não há outro! Por isso vamos investir muito nas escolas técnicas. Serão 40 beneficiando 50 mil estudantes em todo o Estado. Os alunos terão a oportunidade de cursarem disciplinas que os deixarão preparados para o mercado de trabalho", indicou Paulo Câmara, frisando que a capacitação técnica também fará parte do currículo de muitas das 300 escolas de ensino integral da rede estadual.

No entanto, Paulo Câmara ressaltou que o seu futuro governo não restringirá os investimentos no ensino técnico aos alunos. "Vamos ter um olhar especial também para os docentes. Teremos uma faculdade técnica para os professores, para que eles possam estar mais capacitados para desenvolverem uma educação diferenciada junto aos nossos alunos. Queremos e teremos professores e estudantes mais qualificados", apontou.

Essa qualificação diferenciada do corpo docente foi destacada pela estudante Raissa Kalil. Aluna do segundo ano no Etapam, ela afirmou que seus professores demonstram muita experiência e capacidade. "Tem muitos doutores e mestres aqui. É muito importante termos profissionais assim. Ficamos empolgados e certos de que vamos entrar no mercado de trabalho com muita capacidade de disputar vagas", exaltou.

O aluno David Victor de Melo, do terceiro ano, fez questão de ressaltar que os estudantes do ensino técnico também têm a oportunidade de aprender uma língua estrangeira. O que lhes permite participar do Programa Ganhe o Mundo. "Eu mesmo estudei espanhol e tive, através do programa, a possibilidade de passar seis meses na Espanha", revelou, completando: "Foi uma experiência humana única. Aprendi muito em todas as áreas. Não só no ensino". Paulo Câmara ampliará as vagas do Ganhe o Mundo de 1,6 mil para três mil. "Mais alunos terão a oportunidade de viver essa experiência transformadora, de viajar para outro país e ter contato com outra cultura", pontuou o socialista.



Assessoria de Imprensa do PSB
Crédito: Wagner Ramos.

Translate