4 de agosto de 2014

Preso custa o dobro em penitenciárias federais: R$ 3,5 mil

O governo gasta R$ 3.472,22 por preso nas quatro penitenciárias federais do Brasil, de acordo com levantamento publicado pelo iG. É quase o dobro da média de R$ 1.800 nos presídios dos cinco Estados com as maiores populações carcerárias do país e que concentram mais de 60% dos detentos.

O custo das penitenciárias de Catanduvas (PR), Campo Grande (MS), Mossoró (RN) e Porto Velho (RO) se deve ao maior aparto, de acordo com explicação do Ministério da Justiça ao portal.

Os presídios federais contam sistemas de vigilância com detectores de metais e sensores por aproximação, além de coletas de impressão digitais e encarceramentos individuais de cada preso durante 22 horas por dia.

A pasta ainda sustenta que não há superlotação nessas unidades, ao contrário dos presídios convencionais - as penitenciárias federais têm cerca de 600 presos, enquanto a população carcerária do país é de 548 mil.

Estados

Em São Paulo, cada um dos 215.336 presos custa R$ 1,4 mil aos cofres públicos, em média.

Já no Rio de Janeiro, são 37.937 presos, cada um com média de custo mensal de R$ 2.238.


Fonte: D. Jornal