30 de outubro de 2016

OAB-PE lança Catálogo Jurídico do TJPE

Publicação reúne dados pessoais e profissionais dos magistrados do estado, e funcionará como fonte de pesquisa para advogados


Na próxima terça-feira (1), a OAB-PE (Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Pernambuco), através da Comissão de Socieda­des de Advogados (CSA), lança o Catálogo Jurídico TJPE 2016. O evento acontece no Salão Nobre do TJPE, a partir das 17h. 

O catálogo Jurídico reúne informações objetivas dos desembargadores do TJPE, como a vida acadêmica, data de ingresso no tribunal, de onde é proveniente, além de um pequeno resumo de sua carreira antes e depois de entrar para a magistratura. A publicação também traz os casos mais marcantes na carreira de cada desembargador, facilitando, assim, o reconhecimento dos posicionamentos adotado por ele. “Essa é uma ferramenta muito importante para a advocacia, pois facilita a consulta do perfil dos magistrados. Isso ajudará os advogados em suas atuações nos tribunais”, afirma Ivo Tinô do Amaral Junior. 

Participam do lançamento o presidente da OAB-PE, RonniePreuss Duarte, o diretor geral da Escola Superior de Advocacia de Pernambuco (ESA-PE), Carlos Neves, o presidente do TJPE, Leopoldo de Arruda Raposo, o presidente da CSA e diretor de Relações Institucionais do CESA, Ivo Tinô do Amaral Junior, o membro do Comitê Trabalhista do CESA, Bruno Moury Fernandes, e o presidente do Centro de Estudos Judiciários, Jones Figueiredo.




ASCOM/EXECUTIVA

Servidores públicos em greve vão poder ter o salário cortado

Diante da crise econômica de vários estados e da União e da eclosão de greves de diferentes categorias, os governos tiveram uma vitória ontem no Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte validou a suspensão de ponto de servidores públicos que decidirem entrar em greve. De acordo com a decisão do Supremo, os órgãos públicos podem fazer o corte dos dias parados antes de uma decisão da Justiça que considere a greve ilegal.

A decisão teve seis votos favoráveis e quatro contrários. Os dias parados só não poderão ser cortados se a paralisação for motivada por alguma ilegalidade do Poder Público, como a falta de pagamento de salário. Os ministros, contudo, abriram a possibilidade de haver acordo para reposição do pagamento se houver acordo para compensação das horas paradas.

O julgamento foi baseado na análise de um recurso apresentado pela Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro (Faetec). Em 2006, a fundação foi impedida pela Justiça estadual de realizar o desconto na folha de pagamento dos funcionários em greve. No julgamento, os ministros também reafirmaram tese decidida em 2007, que determina que as regras de greve para servidores públicos devem ser aplicadas conforme as normas do setor privado.

Prejuízos

Para o ministro Dias Toffoli, relator do processo, a decisão do Supremo, "não vai fechar as portas do Judiciário" para que os sindicatos possam contestar os cortes na Justiça, nem derruba o direito de greve dos servidores. "Qualquer decisão que nós tomarmos aqui não vai fechar as portas do Judiciário, seja para os servidores seja para o administrador público. O que estamos decidindo é se, havendo greve do servidor público, é legal o corte de ponto", afirmou na sessão", afirmou.

Entre os principais argumentos utilizados pelos ministros que votaram a favor do recurso esteve o prejuízo causado à população com a paralisação dos serviços públicos durante as greves.




Destak Jornal

25 de outubro de 2016

Dólar em queda

O Banco Central vai reduzir a oferta de dólares no mercado para tentar compensar o impacto da entrada de dinheiro no país com o programa de regularização de recursos mantidos no exterior.

A cotação do dólar teve forte queda ontem em comparação com o real e atingiu R$ 3,12. Para analistas, o motivo é a aproximação do fim do prazo para a repatriação de recursos, que vai até o dia 31 de outubro. O governo estima arrecadar cerca de R$ 50 bilhões com o programa.





Uol

COTAÇÕES: Dólar, Euro. Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,10503,1065-0,45%
Dólar tur.2,96003,2700-0,3%
Euro3,38823,3919-0,23%
Libra3,79393,7963-0,74%
Pesos arg.0,20430,2046-0,87%

Fonte: Thomson Reuters

Morre Carlos Alberto Torres campeão na seleção brasileira na copa de 1970

Um dos maiores jogadores da história do futebol mundial, Carlos Alberto Torres faleceu nesta terça-feira, vítima de um infarto fulminante no Rio de Janeiro. O ex-lateral-direito trabalhava como comentarista do canal Sportv, onde fez sua última aparição na TV no domingo.

FIFA World Cup


Nascido em 17 de julho de 1944, no Rio de Janeiro (RJ), Carlos Alberto Torres atuou por Fluminense, Botafogo, Santos, Flamengo e New York Cosmos.

O lateral-direito era o capitão da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970, que encantou o mundo com Pelé, Tostão, Rivellino e cia, conquistando o tricampeonato, no México, ao vencer a Itália por 4 a 1 na grande final.

Ele também tentou a carreira como treinador, iniciada em 1983 e terminada em 2005, passando por clubes como Corinthians, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Paysandu e Atlético Mineiro. O último time que comandou foi o "Papão", em 2005.

Como jogador, Carlos Alberto conquistou três títulos Cariocas pelo Fluminense, dois Brasileiros, um Rio-São Paulo e cinco Paulistas pelo Santos. 

Como técnico, ele ganhou o Brasileiro de 1983 pelo Flamengo, o Carioca de 1984 pelo Fluminense e a Copa Conmebol de 1993 no comando do Botafogo.





ESPN.com.br


24 de outubro de 2016

Dólar cai mais de 1%, vendido perto de R$ 3,12; Bolsa opera em alta

O dólar comercial operava em queda e a Bovespa subia nesta segunda-feira (24). 

Por volta das 11h10, a moeda norte-americana recuava 1,2%, a R$ 3,122 na venda. No mesmo momento, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,7%, a 64.557,89 pontos. 

O prazo para regularização dos recursos de brasileiros no exterior termina 31 de outubro. Com isso, é esperado que nesta semana haja entrada de recursos no país. Os investidores também estão de olho no Congresso, já que na terça-feira a Câmara deve votar em segundo turno a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que limita o crescimento dos gastos públicos.



Reuters

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,12353,1250-1,13%
Dólar tur.3,11003,3000-0,3%
Euro3,39983,4015-0,87%
Libra3,81683,8185-0,97%
Pesos arg.0,20620,2069-0,62%

Fonte: Thomson Reuters

Jô Soares assina contrato com o SBT

Jornalista apresentava o Programa do Jô desde 2000 e agora voltará à emissora de Silvio Santos

O humorista e apresentador Jô Soares já assinou contrato e agora deve voltar oficialmente ao SBT. Foi o que informou o colunista do jornal O dia Leo Dias. De acordo com a publicação, Jô permanece na Rede Globo até dezembro deste ano e, em 2017, estreia na emissora de Silvio Santos.

A faixa de horário em que o Programa do Jô é exibido na Globo já tem substituto definido. Desde agosto, a emissora já havia anunciado o novo programa de Pedro Bial para as noites de segunda a sexta-feira. O jornalista vai comandar um talk show que tem como previsão de estreia o mês de abril. Quem vai substitui-lo no Big brother brasil é Tiago Leifert, que deixou o posto de apresentador do The voice Brasil.

Jô Soares estreou na Rede Globo em 1970, com o humorístico Faça amor, não faça guerra. Protagonizou a atração Viva o gordo até 1987, quando assinou contrato com o SBT e lá estreou o Veja o gordo. Posteriormente, passou a apresentar, ao longo de 12 anos, o programa Jô Soares onze e meia. Em abril de 2000, Jô voltou à Globo e lá permanecerá até o fim deste ano. 




Fonte: DP
Foto: Gshow/Reprodução

22 de outubro de 2016

SAÚDE:Depois que souber disto, você vai querer beber limonada todos os dias!

Você gosta de limonada?
Além de deliciosa e refrescante, esta bebida é rica em benefícios à saúde.

Consumir limonada diariamente pode prevenir ou reduzir o desenvolvimento de cálculos renais, pois o limão tem propriedades adstringentes e ajuda na dissolução de cristais e células gordurosas.

O limão é rico em citrato de potássio, por isso é tão importante tomar limonada diariamente.
A terapia da limonada, porém, não tem efeito rápido, sendo mais indicada como tratamento preventivo.
Outra vantagem é que o suco do limão é diurético e laxante.
A limonada deve ser feita com o suco de um limão diluído em um copo de água.

Para aproveitar todo o limão, o melhor é liquidificá-lo inteiro – sem retirar a casca – com água e tomar logo em seguida.
Use preferencialmente limão orgânico, sobretudo se fizer o suco com a casca, e evite usar açúcar – o mel é mais indicado, mas em pequena quantidade.

O consumo regular da limonada aumenta a quantidade de citratos na urina, inibindo a formação e precipitação de cristais, que ao longo do tempo aumentam de tamanho e se tornam pedras nos rins.

Os cálculos renais se formam quando a urina fica concentrada de sais, que cristalizam se a urina não tiver substâncias que evitem a formação deles, como o citrato.
Excesso de sal e de proteínas, baixo consumo fibra e de água, aditivos químicos e alimentos industrializados contribuem para o mau funcionamento dos rins.

O que impede problemas renais é uma alimentação rica em frutas e vegetais frescos e crus, livres de agrotóxicos, bem como alimentos integrais, com elevado teor de fibras, e substâncias antioxidantes.
As raízes também ajudam a repor a energia dos rins.
A fim de evitar os cálculos, deve-se tomar bastante líquido, cerca de oito copos ao dia, incluindo água, suco fresco e chás diuréticos (como cavalinha, salsa e dente-de-leão), além de limonada.
Entretanto, durante a crise renal, não se deve consumir limão, pois nesse caso o poder adstringente da fruta retarda a expulsão, em vez de acelerá-la.
Mas, afora isso, o limão é sempre benéfico.
E vai ajudar a manter seu corpo saudável e livre de doenças.




Fonte:Cura pela natureza

21 de outubro de 2016

Assédio sexual em programa de TV na França gera revolta e discussão sobre 'sedução francesa'

Era para ser um momento divertido de um programa de variedades de grande audiência na TV francesa, mas acabou se tornando um escândalo de assédio sexual.

Soraya Riffy virou o rosto, mas jornalista não desistiu e beijou seu seio ao vivo na TV; revolta do público feminino foi imediata (Yotube)


Famosos pelo charme, inventores do beijo francês (mais conhecido como beijo de língua), os franceses agora têm seus métodos de sedução na mira dos críticos.

Quando as câmeras mostraram o jornalista Jean-Michel Maire beijando o seio da atriz Soraya Riffy, após ela ter se virado para evitar um beijo no rosto, a cena provocou comoção imediata nas redes sociais.

O beijo foi considerado assédio sexual pois a atriz tinha claramente rejeitado a primeira incursão do jornalista.
Assédio ao vivo

Os dois participavam de um quadro do programa Les 35 heures de Baba (As 35 horas de Baba, em tradução livre), edição especial de um programa popular na TV francesa.

No programa ao vivo, o casal deveria recriar o assalto sofrido pela socialite Kim Kardashian, atacada em seu apartamento em Paris em 3 de outubro.

Kim foi ameaçada com uma arma, amarrada e trancada no banheiro. No programa, a missão do jornalista era salvar a atriz, que interpretava Kim Kardashian.

Na brincadeira, o jornalista de repente pediu um beijo à atriz, que virou o rosto. Em seguida, Maire beijou o seio da mulher.

"Fiquei surpresa. Não acho que a atitude de Jean-Michel Maire tenha sido muito profissional. Minha família estava assistindo e não sabia como reagir", disse Riffy ao semanário francês L'Express.

"Sou um ser humano, não um simples objeto", completou.

Grupos feministas condenaram o comportamento de Maire, classificando-o de agressão sexual. E 250 telespectadores fizeram queixa ao Conselho Superior do Audiovisual (CSA), responsável pela fiscalização das TVs na França, onde um processo foi aberto.

Até a ministra dos Direitos da Mulher e da Criança, Laurence Rossignol, entrou no debate. "Mesmo em um programa de entretenimento, quando uma mulher diz não é não. Informei o CSA sobre esta agressão sexual", escreveu no Twitter.

Retratação

A repercussão negativa levou o jornalista a se desculpar diante das câmeras. Ele também pediu perdão à atriz.

Riffy aceitou as desculpas e publicou mensagem no Facebook dizendo que o jornalista "não merece punição, apesar dos seus impulsos masculinos".



A atriz disse ter ficado com pena do jornalista, que disse a ela estar sofrendo em razão do episódio. Segundo Maire, a família não estava falando com ele, a filha não queria mais ir à escola e sua carreira estava em risco.

Escândalos de 'sedução'

O caso é o mais recente em uma série de escândalos de "sedução francesa", definida no país como um comportamento oportunista masculino, adotado especialmente por alguém em posição de poder.

Jean-Marc Morandini, um dos mais destacados apresentadores da TV francesa, vem sendo investigado pela polícia desde junho. Ele enfrenta acusações por supostamente ter obrigado uma menor de idade a participar da gravação de um ato sexual, durante uma seleção de elenco na casa dele.

Morandini também é acusado de assédio sexual por cinco atores que participaram de uma série de TV produzida por ele. Colegas de canal fizeram greve para protestar contra seu comportamento.
Sexismo na política

Na aparentemente sisuda política francesa, as mulheres também resolveram denunciar comportamentos machistas e abusivos.

Elas criaram o site Chair Collaboratrice, depois da demissão, em maio, do vice-presidente do Parlamento. Denis Baupin foi acusado de assédio sexual por uma representante do Partido Verde, e teria enviado mensagens com conteúdo sexual explícito para outras parlamentares.

O jornal Le Monde afirma que as mulheres do Chair Collaboratrice denunciam "a linguagem e o comportamento machista existentes no dia a dia da política".

E elas compartilham as más experiências. Uma mulher relatou no site um diálogo que teria tido durante uma reunião com um primeiro-ministro:

"Sabe, engraçado, nunca transei com uma árabe…", ele disse. E teria ouvido como resposta: "Sabe, que engraçado, nunca esbofeteei um primeiro-ministro."

No ano passado, 40 mulheres jornalistas divulgaram uma carta aberta denunciando assédio sexual de políticos franceses.

As francesas criaram um site para denunciar o sexismo também na política




BBC Brasil

ECONOMIA: Bolsa sobe no dia e mantém maior nível desde 2012; na semana, salta 3,8%

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (21) em alta de 0,42%, 64.108,08 a pontos. 

É novamente o maior nível de fechamento desde 3 de abril de 2012, quando a Bolsa terminou o dia com 64.284,26 pontos. Isso já tinha acontecido na véspera e na última terça-feira (18).

Com o resultado de hoje, a Bolsa acumula alta de 3,79% na semana e de 9,84% no mês.

O resultado de hoje foi puxado, principalmente, pelo desempenho positivo das ações da Vale, que subiram mais de 4%, e da Petrobras, que fecharam em alta de mais de 1%. Esses papéis têm grande peso sobre o Ibovespa. 

VALE

As ações ordinárias da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, valorizaram-se 4,24%, a R$ 19,91. As ações preferenciais da Vale (VALE5), que dão prioridade na distribuição de dividendos, ganharam 4,02%, a R$ 18,64.
Petrobras 

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3) registraram alta de 1,9%, a R$ 19,32.

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) tiveram alta de 1,18%, a R$ 17,95.
Bancos 

As ações do Banco do Brasil (BBAS3) subiram 1,25%, a R$ 28,45.

No sentido inverso, as ações do Bradesco (BBDC4) perderam 0,95%, a R$ 32,36 e as ações do Itaú Unibanco (ITUB4) caíram 0,16%, a R$ 36,31.
Bolsas internacionais

As principais Bolsas de Valores da Europa fecharam com leve variação:

Espanha: +0,43%
Itália: +0,15%
Alemanha: +0,09%
França: -0,09%
Inglaterra: -0,09%
Portugal: -0,22%

A maioria das principais Bolsas da Ásia e do Pacífico fechou em queda:
Cingapura: -0,41%
Coreia do Sul: -0,37%
Japão: -0,30%
Austrália: -0,22%
Taiwan: -0,11%
China: +0,22%
Hong Kong: não operou



 Uol/Reuters

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,16003,1606+0,69%
Dólar tur.2,99003,31000,0%
Euro3,42743,4319-0,15%
Libra3,85293,8578+0,1%
Pesos arg.0,20720,2082+0,43%

Fonte: Thomson Reuters

POLÍTICA: Janot acusa Collor por 30 crimes de corrupção

PGR acusa Collor de ter recebido ao menos R$ 29 milhões em propinas entre 2010 e 2014

Foto: Divulgação


O ex-presidente Fernando Collor de Melo (PTB-AL) é acusado pela Procuradoria-Geral da República de ter recebido ao menos R$ 29 milhões em propinas entre 2010 e 2014 referentes a dois contratos da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras que, segundo revelaram as investigações da Lava Jato, também teria sido palco de um esquema de corrupção e loteamento de cargos políticos de maneira similar ao que ocorreu na estatal petrolífera.

A acusação faz parte da denúncia contra o senador que foi oferecida ao Supremo em agosto de 2015, e aditada em março deste ano, e estava sob sigilo até agora.

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato na Corte, levantou o segredo dos autos.

Segundo a acusação, as propinas estariam relacionadas a um contrato da BR de troca de bandeira de postos de combustível com a empresa Derivados do Brasil (DVBR), e a um contrato de construção de bases de distribuição de combustíveis firmados entre a BR Distribuidora e a UTC Engenharia.

A denúncia, de 18 de agosto de 2015, subscrita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informa a existência de uma "organização criminosa relacionada à BR Distribuidora, voltada principalmente ao desvio de recursos públicos em proveito particular, à corrupção de agentes públicos e à lavagem de dinheiro".

Isso teria ocorrido devido a influência do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) sobre a empresa, diz a Procuradoria.

Também são denunciados: 

Caroline Serejo Medeiros Collor de Melo, mulher do senador; Luís Pereira Duarte de Amorim, apontado pelos investigadores como 'testa-de-ferro' do senador; o empresário Pedro Paulo Bergamaschi de Leoni Ramos, suposto 'operador particular' do senador; Luciana Guimarães de Leoni Ramos, mulher de Pedro Paulo; os assessores parlamentares Cleverton Melo da Costa (falecido), Fernando Antônio da Silva Tiago e William Dias Gomes; e Eduardo Bezerra Frazão, diretor financeiro da TV Gazeta de Alagoas. Os denunciados respondem pelo crime de organização criminosa.

O senador responde por corrupção passiva (30 vezes), lavagem de dinheiro (376 vezes) e peculato (48 vezes); Caroline Collor, por lavagem de dinheiro (74 vezes); Pedro Paulo, por peculato qualificado, corrupção passiva (30 vezes), fraude à licitação (quatro vezes), violação de sigilo funcional (quatro vezes) e lavagem de dinheiro (348 vezes); e Luciana, por lavagem de dinheiro (duas vezes). Quanto aos demais denunciados: Luís Pereira Duarte de Amorim responde por corrupção passiva (25 vezes) e lavagem de dinheiro (260 vezes); Cleverton Melo da Costa, por lavagem de dinheiro (13 vezes) e peculato (48 vezes); Fernando Antonio da Silva Tiago, por lavagem de dinheiro (quatro vezes), peculato (48 vezes). Quanto ao denunciado já falecido, o STF declarou a extinção de punibilidade.

Pedidos

Além da condenação criminal, o procurador-geral pede a decretação da perda da função pública para os detentores de cargo ou emprego público ou mandato eletivo, principalmente por terem agido com violação de seus deveres para com o Poder Público e a sociedade.

A Procuradoria pede ainda a reparação dos danos materiais e morais supostamente causados pelas condutas dos denunciados, no valor de R$ 154,75 milhões; e a decretação da perda, em favor da União, dos bens e valores objeto da lavagem de dinheiro, judicialmente apreendidos ou sequestrados, no valor de R$ 30,9 milhões.





Uol/Estadão

20 de outubro de 2016

Fraude no FGTS gera prejuízo de R$ 3,4 mi

A Polícia Federal (PF) em Pernambuco divulgou ontem que desarticulou uma organização criminosa suspeita de fraudes no saque do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS). De acordo com as investigações, a quadrilha lesou 13 empresas de Pernambuco, e o prejuízo a essas firmas chegou a R$ 3,4 milhões.

Quando a corporação deflagrou a Operação Demara, no ano passado, descobriu que havia mais de 350 requerimentos com solicitações falsas de retirada dos recursos. Segundo a PF, a média de saques chegava a R$ 10 mil. O grupo também agia no Estados de Sergipe e Maranhão.

Segundo a delegada Kilma Kaminha, eles falsificavam os documentos pessoais dos sócios administradores dessas empresas para obter certificados fraudulentos. Com os suspeitos, os agentes federais apreenderam carteiras de identidade, aparelhos de plastificação de documentos e nomes que poderiam ser usados em futuras falsificações.

Ontem foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão, nos bairros UR 10 e Afogados, na região metropolitana do Recife, além dos municípios de Caruaru, no Agreste, e São José dos Campos, em São Paulo.

Suspeitos serão responsabilizados por estelionato qualificado cometido em detrimento de entidade de direito público e associação criminosa e, se condenados, podem pegar até 20 anos prisão.




Destak Jornal

MUSICA: A banda que toca heavy metal em tupi-guarani

A banda Arandu foge do padrão do heavy metal, com mulher no vocal, negro na bateria e músicas em tupi-guarani

Foto: Divulgação


Mas o clima de paz dura pouco.

Instantes depois, a cantora de voz angelical solta um longo vocal gutural (de tom grave e rouco) e chacoalha sua cabeça enquanto seus cabelos acompanham o movimento no ar.

Guiado pelas batidas de tambores indígenas, viradas frenéticas de uma bateria de dois pedais e uma sequência de riffs de guitarra compõem um som pesado.

O último álbum lançado pela banda tem uma música em português e também letras em xavante Foto: divulgação


A Arandu Arakuaa (Saber do Cosmos, em tradução livre do tupi antigo) é a primeira banda heavy metal a cantar na principal língua indígena brasileira.

Mas a vida não é nada fácil para os integrantes da banda dentro da cena do metal.

Preconceitos

O fundador, Zândhio Aquino, disse que chegou a fazer parte de algumas bandas em Brasília após deixar sua cidade natal no Tocantins, mas saiu de todas porque não conseguiu incluir a temática indígena em nenhuma delas.

"Eu cheguei em 2005 depois de me formar em pedagogia na federal do Tocantins, mas só três anos depois eu decidi fundar minha própria banda. Foi um processo muito longo e só em 2011 a gente chegou à formação que mantemos até hoje", conta.

Fundador da banda diz que alguns fãs se sentem constrangidos quando pedem autógrafo para a banda perto de amigos. Foto: Divulgação


Mesmo com um público fiel e certo espaço no mercado, Zândhio conta que a banda ainda é questionada com frequência por outros metaleiros.

"Encontrei resistência desde o início por causa da minha origem e meu compromisso de falar da cultura indígena. Muita gente não entende isso e acha que fugimos demais da essência do estilo", afirma.

Ele conta que até mesmo seus fãs sofrem essa resistência.

"Às vezes, tem um adolescente que quer falar com a gente, pedir autógrafo, e está com os amigos. E enquanto o fã é atendido pela gente, os amigos ficam longe, de braços cruzados, para demonstrar rejeição. Fica uma situação constrangedora tanto para a gente quanto pra ele", relata.
Negro, mulher e nordestinos

Mas a banda Arandu não foge dos padrões dos metaleiros apenas musicalmente. Ela também é considerada exótica por usar cores claras, em referência à floresta, e terem integrantes "fora do padrão".

"O forte da nossa vocalista é o gutural, uma técnica agressiva incomum para mulheres. Eu canto como um pajé, com voz mais rouca, e ainda temos um baterista negro. Além de mim, que nasci no Norte e sou descendente de índios, temos integrantes filhos de nordestinos. Tudo isso gera uma série de questionamentos por fugir do padrão do branquelo cabeludo", conta Zândhio.

Por outro lado, ele afirma que gosta dos questionamentos e debates gerados por essa singularidade da banda.

"Mas é uma via de mão dupla porque ao mesmo tempo em que as pessoas vão achar original, por outro há pessoas muito conservadoras ou que não têm ouvido musical para isso", afirma.

A cantora Nájila é especialista em fazer vocal gutural, uma voz rouca e grave incomum para mulheres. Foto: divulgação



Zândhio conta que o público, mesmo com uma certa rejeição à primeira vista, respeita muito a banda e se aproxima do palco para conhecer o som "e acaba ficando por lá". Ele relata que ainda assim mantém um bom relacionamento com todas as bandas do gênero e com o público.

"Já os produtores ainda são muito conservadores e medrosos. Eles têm medo de contratar a banda e o público não ir, mas é o contrário", afirma.

Os integrantes da banda, fundada a partir da amizade de seus integrantes a partir do extinto Orkut, fazem pinturas corporais e usam botas, ao invés de coturnos.
Essência

O líder da Arandu conta que criou sua própria guitarra de dois braços para viabilizar a constante troca de ritmos das músicas da banda. "O braço superior é uma viola caipira, que traz o lado regional, e o de baixo é uma guitarra, o lado agressivo da banda. A intenção é surpreender e contrastar com o bonitinho e regional", explica.

O fundador da banda também toca uma guitarra com dois braços - a parte superior é uma viola caipira. Foto: Divulgação


As letras da banda falam principalmente do cotidiano das aldeias indígenas, rituais de passagem e lutas por terra. A intenção é relatar tudo isso de forma mística e poética para estimular a reflexão.

A banda lembra que são comparados com frequência com os também brasileiros do Sepultura. Zândhio afirma que eles gostam de Sepultura, mas que o CD Roots,dos irmãos metaleiros, tem referências indígenas apenas na capa do álbum e em uma de suas faixas.

O estilo musical usado pelo Sepultura no álbum é majoritariamente afro-brasileiro e isso ainda causa confusão nos fãs, diz.

A Arandu também faz questão de dizer que tem vontade, mas nunca tocou numa aldeia indígena por falta de dinheiro. Zândhi afirma que frequenta aldeias e tem contato direto com índios. Segundo ele, o retorno da parte deles é respeitoso e positivo.

"Eles sabem que minha avó é indígena, que eu morava perto de aldeias e sempre tive um contato estreito com o dia a dia deles. Desde criança, eu recorro à medicina baseada nas ervas, no próprio conhecimento indígena e de algumas comunidades quilombolas", relata.

O último CD lançado pela banda, em 2015, também inclui faixas em xavante e uma em português. Assim como nos álbuns anteriores, há a influência de death metal e trash, os estilos mais pesados do metal.

O mais difícil para os fãs é entender as letras da banda. O problema é que até mesmo alguns sites especializados em letras de música não reconhecem as traduções por entender que o tupi-guarani é uma "língua que não existe" - nem mesmo quando Zândhio tenta incluí-las pessoalmente.

A solução encontrada pela banda foi legendar todos os clipes no YouTube.

"Isso é muito engraçado, porque nossos fãs costumam mandar e-mail dizendo que não conseguem achar as letras e traduções. Nós temos um arquivo com todas elas e temos o maior prazer de enviar para todos eles", diz Zândhio sorrindo.




Felipe SouzaDa BBC Brasil em São Paulo