18 de julho de 2016

AEROPORTOS: Novas regras, velhos problemas

Anac recomenda chegar 2 horas antes em voos nacionais após manhã caótica

Foto: Divulgação/Uol

No primeiro dia das novas regras de segurança em voos domésticos, os passageiros enfrentaram longas filas para embarcar na manhã de hoje no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A fila para passar o cartão de embarque chegou a dar voltas no saguão.

Agora, as normas de segurança dos voos domésticos são parecidas com as do embarque internacional. Com os problemas, cinco dos 63 voos previstos para o período da manhã atrasaram. A Anac recomenda agora que os passageiros cheguem com 2 horas de antecedência em voos nacionais.



Uol

II Congresso Pernambucano de Direito Processual Civil abre inscrições

Promovido pela Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB-PE, evento terá como foco o novo Código de Processo Civil, que entrou em vigor em março deste ano


Estão abertas a inscrições para o II Congresso Pernambucano de Direito Processual Civil, promovido pela Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB/PE, em parceria com a Associação Brasileira de Direito Processual (ABDPro). O encontro vai acontecer nos dias 4 e 5 de agosto, das 8h às 12h30 e das 14h30 às 19h, no auditório do Fórum Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra, em Recife/PE. Os interessados podem se inscrever pelo site www.esape.com.br ao preço de R$ 80,00 para advogados e estudantes e R$ 100,00 para o público em geral.

O foco principal do evento será o novo Código de Processo Civil, que entrou em vigor em março deste ano e trouxe várias modificações importantes para os operadores do Direito – advogados, juízes, procuradores, promotores de Justiça etc. “O congresso vem no momento de alteração de uma legislação que é importante para todos os advogados, não só para quem é da área cível. O novo CPC substituiu um código de 1973 e é fundamental que os profissionais possam se aperfeiçoar”, destaca o diretor geral da ESA, Carlos Neves Filho.

Com coordenação científica dos professores Lorena Guedes, Luciana Dubeux e Roberto P. Campos Gouveia Filho, o congresso reunirá mais de 40 conferencistas, palestrantes e debatedores. São magistrados, advogados, membros da advocacia pública e acadêmicos vindos dos estados São Paulo, Distrito Federal, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Pernambuco.

No total, a programação terá sete painéis e duas conferências. Entre os palestrantes estão o diretor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), José Rogério Cruz e Tucci, o professor titular de Direito Público da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília, Marcelo Neves, a advogada Patrícia Henriques (MG) e o advogado e professor Mizael Montenegro (PE).

“É uma oportunidade única para o debate de vários dos problemas trazidos pelo novo CPC, que já conta com quase seis meses de vigência. É um código em construção, e eventos como este têm a função de auxiliar nesse aperfeiçoamento. Por isso, é muito importante a participação da comunidade jurídica pernambucana em geral”, destaca o vice-presidente da ABDPro e da Escola Judiciária Eleitoral de Pernambuco (EJE, do TRE-PE), Roberto P. Campos Gouveia Filho.

Durante os dois dias de evento também serão tratados os impactos do CPC nos direitos eleitoral, penal, trabalhista, de família e das sucessões, na fazenda pública, e em questões próprias de quem lida com o processo civil, como astutelas de urgência e de evidência, efetividade na execução e até no processo judicial eletrônico, que vem se tornando obrigatório nos tribunais. O encerramento será marcado pelo lançamento de livros e revistas sobre doutrinas especializadas em processo civil.

O evento tem apoio do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), da Escola Judicial de Pernambuco, da EJE do TRE-PE e da editora Fórum Conhecimento Jurídico. Todos os participantes receberão certificados de 20 horas/aula.

Serviço:

II Congresso Pernambucano de Direito Processual Civil

Data: 4 e 5 de agosto 
Horário: 8h às 12h30 e 14h30 às 19h,
Local: Fórum Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra, Recife (PE)
Inscrições: www.esape.com.br

16 de julho de 2016

O Museu Murillo La Greca oferece Oficina de Férias

A atividade é dirigida a crianças de 6 a 13 anos e está com inscrições abertas

No mês de julho crianças e jovens tendem a passar mais tempo em casa. Então que tal levar os pequenos para uma brincadeira com gosto de aprendizagem? Pensando nisso, o Museu Murillo La Greca, no bairro do Parnamirim, oferece de 25 a 29 de julho uma oficina de férias com diversas atividades de arte para crianças entre 06 e 13 anos. Elas acontecem no horário das 14h às 17h, e as inscrições gratuitas podem ser feitas pelo e-mail: educativommlg@gmail.com. O Museu Murillo La Greca é um equipamento cultural da Prefeitura do Recife.

A oficina tem o objetivo de trazer a criança para um mundo lúdico e cultural. Para isso, serão utilizadas diversas linguagens artísticas: argila, dança, pintura com tinta caseira, expressão corporal e confecção de máscaras. Com a argila será trabalhada a temática da cultura indígena na confecção de objetos artesanais e modelagem de esculturas. As oficina de dança e expressão corporal pretendem fazer a ligação com o mundo do faz de conta e a construção histórica social. Na oficina de pintura caseira, os participantes serão orientados sobre o processo de confecção dos materiais.

Foto: Andréa Rêgo Barros/ArquivoPCR

As oficinas serão ministradas pela equipe educativa do Murillo La Greca. O número de vagas é limitado ao máximo de 20 pessoas. O museu fica na Rua Leonardo Bezerra Cavalcanti, nº 366, no bairro de Parnamirim. 

Informações pelo telefone: 3355.3126


Ascom


14 de julho de 2016

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,22633,2269-1,45%
Dólar tur.3,21003,4000-1,73%
Euro3,58233,5870-0,97%
Libra4,30264,3078+0,35%
Pesos arg.0,22130,2216-1,25%

Fonte: Thomson Reuters

13 de julho de 2016

13 de Julho Dia do Rock

Sabe por que hoje é o dia do Rock?

Foto: Divulgação

Foi no dia 13 de julho de 1985 que um cara chamado Bob Geldof, organizou aquele que foi sem dúvida o maior show de rock da Terra: o Live Aid - uma perfeita combinação de artistas lendários da história do rock mundial, com a finalidade nobre de conseguir fundos para que a miséria e a fome na África pudessem ser pelo menos minimizadas. 

Um evento com shows simultâneos que traziam um elenco de megastars, como Paul McCartney, The Who, Elton John,Black Sabbath, Sting, U2, Dire Straits, David Bowie, The Who, Santana, Eric Clapton, Led Zeppelin com Phil Collins na bateria, Bob Dylan, Rolling Stones, Queen, Beach Boys, entre outros, alcançando uma audiência pela TV em 140 países, com cerca de 2 bilhões de telespectadores em todo o planeta, e conseguindo em 16 horas de show acumular mais de 100 milhões de dólares, totalmente destinados ao povo faminto e miserável da África. Isso é a cara do Rock = ATITUDE!!!



Baú do Rock

12 de julho de 2016

RIO 2016 TAEKWONDO : Inovações na milenar arte marcial

Foto: Divulgação

O nascimento do taekwondo ocorreu há mais de 2 mil anos, quando o rei Ching Heung formou sua tropa de elite na arte dos combates livres, criando o grupo Hwa Rang Doa, espécie de samurais. O nome taekwondo só passou a ser adotado na metade da década de 1950, quando o general Choi Hong-hi uniu diferentes artes marciais sob uma única luta, batizando de taekwondo.

A luta passou a ser esporte apenas na início dos anos 1960, quando foi disputado o primeiro campeonato na Coreia.

Depois de participar como esporte de exibição em Seul-1988 e Barcelona-1992, o taekwondo passou a integrar o programa olímpico nos Jogos de Sidney, em 2000.

Tecnologia

Antes de Londres-2012, a pontuação dos combates era feita apenas pela avaliação dos árbitros, que atribuíam pontos de acordo com os golpes que testemunhavam, porém isso causava constantes reclamações de atletas e técnicos. Para evitar que o esporte corresse o risco de ser retirado das Olimpíadas, a Federação Internacional de Taekwondo iniciou uma série de inovações que renovariam o taekwondo.

A tecnologia foi integrada, e os atletas usam meias magnetizadas e sensores de impacto nos coletes. Na Rio-2016, os sensores também estarão nos protetores de cabeça. "As novas tecnologias deram transparência ao esporte", afirmou Phillippe Bouedo, delegado-técnico da Federação Mundial de Taekwondo.

Outro recurso tecnológico incluído é a possibilidade de solicitar o vídeo replay durante os embates, recurso que permite a análise do golpe sempre que houver dúvida dentro do tatame.

Brasil tem um bronze

Em Atenas-2004, o Brasil chegou a disputar o bronze em duas categorias, com Diogo Silva (até 68 kg) e Natália Falavigna (acima de 67 kg), mas ambos foram derrotados. Na edição seguinte dos Jogos Olímpicos, em Pequim-2008, Falavigna voltou a disputar o bronze e dessa vez conquistou a primeira medalha para o Brasil na modalidade.

Na Rio-2016, o Brasil estará representado por quatro atletas: Venilton Teixeira (até 58 kg), Maicon Andrade (acima de 80 kg), Julia Vasconcelos (até 57 kg) e Iris Tang Sing (até 49 kg), medalha de bronze no Mundial de ano passado, na Rússia.



Destak Jornal

11 de julho de 2016

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,29413,2948+0,01%
Dólar tur.3,28003,4700+1,17%
Euro3,64203,6456+0,04%
Libra4,26924,2744+0,07%
Pesos arg.0,22410,2244+0,05%

Fonte: Thomson Reuters

MÚSICA: Banda Ela e o Bando competência e qualidade.

Com muita criatividade e competência Ela e o Bando aos poucos vai mostrando as suas músicas autorais com uma tendência nova, misturando ritmos com influências que vão do Regional ao Pop , Reggae, Mpb e Word music em geral. Conheci a Banda através do Quinteto Violado onde meu irmão de música e de coração Roberto me apresentou e mostrou o trabalho do seu filho João Alves onde pude perceber o grande dom e terminei ficando fã, pois o cara além de ser um grande músico canta muito e com personalidade e agora conhecendo toda a banda constatei que estava certo todos são bons e talentosos. Bom, sem mais delongas apresento a você leitor com foto e release a BANDA ELA E O BANDO:

Foto: Karol Rodrigues


Conheça como a Banda Ela e o Bando começou a se formar

RELEASE 

Projeto que iniciou da parceria dos irmãos: João Alves e Carol Alves , musicas autorais que nasceram de conversas e rodas de violão que sempre foram muito frequentes desde a infância dos dois, este projeto vem de uma forma muito natural e intima ,mostrar através de suas canções , influencias que passam pelos mais diversos segmentos , como o: pop, rock , reggae, hip hop , mpb , musica regional e world music em geral , de influencias que vão de: Lenine, 5 a seco ,Maria Gadu, Los Hermanos , Coldplay,Lula Queiroga, Eddie , Otto, Quinteto Violado e outros . Com João Alves(Guitarra, Violão e Voz), Carol Alves(Voz), Wilson Alves (Bateria), Gustavo Araujo (Guitarra e Samplers) ,Junior Buchecha (Baixo) e Guilherme Viana (Guitarra), A banda pretende lançar seu primeiro EP , que contará com 5 musicas autorais e será lançado ainda esse ano.

Foto: Karol Rodrigues

Conheça as músicas e acompanhe o trabalho da Banda Ela e o Bando pelos links abaixo:
 

Wilson Pessoa



7 de julho de 2016

Governo prevê rombo de R$ 139 bilhões nas contas públicas no ano que vem

Meirelles reuniu-se com Temer nesta quinta-feira para fechar a meta fiscal de 2017

Pedro Ladeira/Folhapress


O governo do presidente interino, Michel Temer, propôs fechar o ano que vem com um rombo de R$ 139 bilhões nas contas da União. A projeção é menor do que a meta fiscal deste ano, que estima um rombo recorde de R$ 170,5 bilhões. 

Para as contas do país como um todo, o rombo em 2017 deve chegar a R$ 143 bilhões, considerando R$ 3 bilhões por parte das estatais e R$ 1 bilhão, dos Estados e municípios, segundo o governo. 

A proposta foi anunciada nesta quinta-feira (7) pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e faz parte do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017 que deve ser enviado ao Congresso.

Por enquanto, o LDO que está no Legislativo conta com números antigos, enviados pela presidente afastada, Dilma Rousseff, que preveem um rombo de até R$ 65 bilhões para o ano que vem.
Como se chegou aos R$ 139 bi?

A meta fiscal significa um "esforço de contenção de despesas e aumento de receitas", segundo Meirelles. 

Ele afirmou que é preciso "enfrentar a situação de despesas públicas crescentes há duas décadas" e estimou que, se nada fosse feito, o rombo em 2017 seria superior a R$ 200 bilhões.

Colocar um limite máximo para os gastos da União ajuda a reduzir esse deficit para R$ 194 bilhões, segundo o ministro. Além disso, a expectativa do governo é arrecadar no ano que vem R$ 55 bilhões a mais do que seria esperado, por meio de medidas como venda de negócios e concessões públicas.

Questionado sobre um possível aumento de impostos para ajudar a aumentar a arrecadação, Meirelles respondeu: "Não descartamos aumentos pontuais de impostos". Segundo ele, isso deve ser definido até o final de agosto.

Congresso aprova antes do recesso?

Oficialmente, a Lei de Diretrizes Orçamentárias precisa ser aprovada até quarta-feira (13) para que os parlamentares possam entrar em recesso de meio de ano. 

Porém, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), já afirmou que, caso a proposta não seja aprovada até a data limite, haverá o chamado "recesso branco". Isso signifca que o Parlamento não irá suspender suas atividades oficialmente, mas, na prática, não ocorrerão sessões deliberativas até agosto.

Governo interino passou no 1º teste

A aprovação no Congresso da mudança da meta fiscal deste ano que prevê um rombo de R$ 170,5 bilhões foi considerada a primeira grande vitória de Temer.

A proposta precisava ser votada em caráter de urgência até o final de maio. Caso contrário, o governo seria obrigado a cortar R$ 138 bilhões em despesas para se adequar à meta fiscal que estava em vigor, que era de economia de R$ 24 bilhões.

O governo da presidente afastada, Dilma Rousseff, já havia proposto mudar a meta de economia de R$ 24 bilhões para rombo de R$ 96,65 bilhões em 2016. Porém, com o processo de impeachment em curso, o pedido de Dilma ficou parado no Congresso.



Uol economia 

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,36543,3659+0,87%
Dólar tur.3,34003,5400+2,02%
Euro3,72143,7267+0,77%
Libra4,34094,3464+0,85%
Pesos arg.0,22870,2292+1,01%

Fonte: Thomson Reuters

Morre Guilherme Karan aos 58 anos

ATOR FOI DIAGNOSTICADO COM A SÍNDROME DE MACHADO-JOSEPH, EM 2005

Foto: Divulgação (Tv Globo)

Guilherme Karan morreu na manhã desta quinta-feira (7), no Rio de Janeiro, aos 58 anos. O ator estava internado há cerca de dois anos no Hospital Naval Marcílio Dias, onde tratava a síndrome de Machado Joseph, uma doença degenerativa rara, de origem genética.

A enfermidade foi passada ao famoso por sua mãe, que já faleceu com o mesmo problema de saúde. Os outros três irmãos de Karan também apresentaram a doença – dois já morreram e a mais nova, Luciana, está enferma.

“A perda do equilíbrio é o primeiro sintoma. Depois vêm os outros degenerativos. No início ele estava aqui em casa comigo e não queria receber visitas. Mas na época o convenci a deixar que os amigos viessem vê-lo. Glória Perez, Tessy Callado... São algumas que sempre o procuraram”, disse o pai de Guilherme, Alfredo Karan, ao "Ego" recentemente.

O almirante da marinha relatou que chegou a ver o herdeiro chorando ao assistir a uma cena de “Meu Bem, Meu Mal” (1990). "Ele sofre muito em não poder trabalhar mais", confessou sobre o filho, que estava afastado das telinhas desde “América” (2005).

Em setembro do ano passado, o veterano ainda contou ao jornal "Extra" que o herdeiro, apesar de longe do trabalho, ainda recebia salário da TV Globo. "É pelo reconhecimento do trabalho dele, de tudo o que ele fez lá."




Famosidades

Filme sobre Janis Joplin expõe a curta vida de um talento admirável

Em "Janis: Little Girl Blue", documentário dirigido pela americana Amy J. Berg (indicada ao Oscar pelo documentário "Livrai-nos do Mal"), que estreia hoje, a própria Janis narra sua história por meio de cartas que escreveu. Lidas pela cantora Cat Power, elas revelam os medos e ambições, bem como a personalidade impetuosa, de uma das cantoras mais emblemáticas de todos os tempos.

O filme inclui também depoimentos de parentes, amigos, músicos e ex-namorados, mas talvez a visão mais interessante seja a do apresentador Dick Cavett, que a recebeu várias vezes em seu talk-show, e com quem Janis Joplin interagia magnificamente.

Amy J. Berg faz ótimo trabalho ao captar desde as humilhações pelas quais Janis passou em Port Arthur, interior do Texas (foi cruelmente votada como "o homem mais feio do campus", quando estava na universidade) e os problemas com a família, até chegar em São Francisco, onde viveu um mundo de sexo, drogas e rock'n'roll.

A performance da descoberta de Janis pelo show business no festival Monterey Pop (1967) é um dos ápices do filme. Uma obra de arte.

Tudo colabora para a dimensão trágica que assume sua morte prematura, aos 27 anos. Janis estava dolorosamente sozinha em um quarto de hotel.

A diretora pode não inovar ao contar essa história, mas sua abordagem objetiva lança um olhar ampliado não apenas sobre a grandiosidade da arte de Janis Joplin, como também sobre o seu impacto nas gerações que se seguiram.




Destak Jornal

6 de julho de 2016

Messi é condenado a 21 meses de cadeia na Espanha

Argentino e o pai dele são acusados de sonegar R$ 15 milhões em impostos entre 2007 e 2009

Lionel Messi foi condenado, mas deverá permanecer em liberdadeAlbert Gea/06.07.2016/Files/Reuters

O maior jogador de futebol da atualidade, o argentino Lionel Messi, foi condenado a 21 meses de prisão na Espanha nesta quarta-feira (6). O motivo é a sonegação de 4,1 milhões de euros (R$ 15 milhões) em impostos.

O pai do craque, Jorge Horacio Messi, pegou a mesma pena pela fraude fiscal. Ainda cabe recurso da sentença no Tribunal Supremo espanhol.

Messi também terá que pagar uma multa de quase 2,1 milhões de euros (R$ 7,7 milhões). O pai do craque, por sua vez, terá que que desembolsar quase 1,6 milhão de euros (R$ 5,8 milhões).

A fraude contra a Fazenda espanhola foi cometida com envio de recursos para paraísos fiscais entre 2007 e 2009. O dinheiro destinado a esses países se referia à exploração dos direitos de imagem do craque.

Em sua defesa durante o processo, Lionel Messi alegou que desconhecia a forma pela qual seus negócios estavam sendo administrados e que se limitava a seguir o que seu pai o aconselhava. "Confio em meu pai", disse na época. Em junho, Messi chegou a depositar 5 milhões de euros (R$ 18 milhões) na conta do Estado e, numa das audiências do caso, foi aplaudido por torcedores fora do tribunal.

A advocacia do Estado pedia uma pena ainda maior para o caso, de 22 meses e 15 dias de cadeia. Mas, o juiz decidiu pela pena menor ao jogador e seu pai. Messi, porém, deverá permanecer em liberdade. Pelo código criminal, penas inferiores a 24 meses podem ser transformadas em multas. Assim, sem histórico na Justiça, o argentino muito provavelmente será beneficiado por este padrão. Alguns juízes, porém, tem optado por manter a condenação como uma forma de dar um exemplo.

Na última audiência, antes da decisão, no início de junho, o procurador do Estado, Mario Maza, chegou a fazer um paralelo do caso de Messi com a máfia. "É o mesmo que o chefe de uma estrutura criminosa", disse. "No topo está o chefe, o que mais manda e não se informa dos problemas. Leo Messi não se ocupava de reuniões com advogados, mas sim de jogar futebol e render nas partidas. Messi só se interessava no resultado final e esse era a não-tributação dos direitos de imagem", completou.

Além de Messi, uma série de jogadores do Barcelona também enfrentam problemas com o fisco espanhol e a Justiça. Um deles é Neymar, em razão da sua polêmica transferência para o clube espanhol em 2013.




R7/Agência Estado

5 de julho de 2016

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,29953,3010+1,11%
Dólar tur.3,17003,4400+1,18%
Euro3,65583,6611-0,23%
Libra4,29924,3038-1,53%
Pesos arg.0,22200,2223+1,41%

Fonte: Thomson Reuters