30 de maio de 2016

Eis a capa da compilação que festeja os 75 anos de vida de Erasmo Carlos


Erasmo Carlos vai completar 75 anos de vida no próximo domingo, 5 de junho de 2016. Para festejar a data, o cantor e compositor carioca vai lançar, somente em edição digital, uma inédita coletânea intitulada Erasmo 75. Criação de Wendel Verze, a capa da compilação - vista na foto acima - foi escolhida mediante concurso promovido na web pelo Tremendão. Erasmo 75 vai chegar às plataformas digitais em junho, numa edição da gravadora do artista, a Coqueiro Verde Records.

29 de maio de 2016

Mauro Senise toca (bem...) 13 composições de Gil no álbum 'Amor até o fim'

Após álbuns dedicados aos cancioneiros de compositores como Dolores Duran (1930 - 1959), Edu Lobo, Noel Rosa (1910 - 1937) e Sueli Costa, o saxofonista e flautista carioca Mauro Senise dá outro sopro de vitalidade ao tocar a obra plural do compositor baiano Gilberto Gil no álbum Amor até o fim. Lançado pela gravadora Fina Flor neste mês de maio de 2016, em edição dupla que agrega DVD com o making of da gravação do disco, o CD transita por 13 temas do cancioneiro do compositor baiano em seleção que vai de 1965 a 1983. Revezando-se entre a flauta, o sax alto, o sax soprano e o piccolo, instrumento com que Senise faz circular o popular Expresso 2222 (1972) no fecho do álbum, o músico - de 66 anos completados no último dia 18 de maio de 2016 - apresenta abordagem instrumental da obra de Gil. A única música de Gil rebobinada com letra - no caso, declamada pelo próprio cantor e compositor em participação avalizadora do tributo - é a canção existencialistaPreciso aprender a só ser (1973). Na flauta, Senise leva o samba-título Amor até o fim (1966), a sinuosa Ladeira da preguiça (1973), a apaixonada canção Flora (1981) e o samba cartão-de-visitas Eu vim da Bahia (1965). Com o sax soprano, o músico sopra a beleza melódica de Drão (1982), segue a veloz Procissão (Gilberto Gil e Edy Star, 1967) em andamento de forró, refaz Refazenda (1975) e viaja pelo toque de Oriente (1973). Com o sopro sonoro do sax alto, Senise cai no samba Mancada (1967), alinhava o lirismo de A linha e o linho (1983), reza pela cartilha zen de Se eu quiser falar com Deus(1980) e dá o toque existencialista da já mencionada Preciso aprender a só ser. No todo, Senise toca Gil em Amor até o fim com respeito à arquitetura melódica das 13 composições. O músico gravou o disco de forma gregária, ao lado de feras da música instrumental brasileira. O virtuoso time de arranjadores do álbum inclui o acordeonista Kiko Horta e os pianistas Cristóvão Bastos, Gabriel Geszti, Gilson Peranzzetta e Jota Moraes (no vibrafone e nos arranjos de Expresso 2222 e Oriente). Mauro Senise toca Gilberto Gil com alma e com amor, do início ao fim...



Notas Musicais

Morre um dos vocalistas do Fundo de Quintal, Mário Sérgio aos 57 anos

Apesar da origem paulistana, Mário Sérgio Ferreira Brochado (10 de dezembro de 1958, São Paulo - SP / 29 de maio de 2016, Nilópolis - RJ) foi cantor, compositor e cavaquinista mais ligado ao samba e aos bambas do Rio de Janeiro (RJ) do que ao samba de São Paulo. É que Mário Sérgio foi por mais de 20 anos um dos vocalistas do Fundo de Quintal - grupo carioca no qual ingressou em 1990, do qual saiu em 2008 e para o qual retornou em 2013, a tempo de gravar o último álbum de estúdio do Fundo de Quintal, Só felicidade (LGK Music / Radar Records, 2014). 

O disco acabou sendo o derradeiro título da discografia de Mário Sérgio, que saiu de cena na madrugada deste domingo, 29 de maio de 2016, em Nilópolis (RJ), município da Baixada Fluminense (RJ), vítima de complicações decorrentes de linfoma no pâncreas. 

Antes de integrar o Fundo de Quintal, Sérgio - estudante de violão clássico na infância - ganhou a vida como fuzileiro naval (quando já morava na cidade do Rio de Janeiro) e se formou em economia e administração de empresas até que decidiu dedicar a vida ao samba, ritmo que divulgou por um tempo nos quatro cantos do mundo como integrante de grupo italiano que viajava com espetáculo calcado no samba. Na volta, Mário Sérgio entrou no Fundo de Quintal. Compositor que teve músicas gravadas desde a segunda metade de 1987 por nomes como o cantor paulistano Reinaldo, Mário Sérgio ascendeu nas quadras e terreiros ao longo dos anos 1990, década em que atuou como um dos vocalistas do Fundo de Quintal. Já em 1990 o samba Mania da gente - de Mário Sérgio com Carica e Luizinho SP - batizou o quinto álbum solo de Zeca Pagodinho. Em 1991, Mário Sérgio bisou o feito: samba composto por ele em parceria com Sereno, Pixote, deu nome ao sexto álbum solo de Pagodinho. 

No ano seguinte, Pagodinho reiterou o aval ao artista ao batizar o terceiro álbum consecutivo, Um dos poetas do samba (BMG, 1992), com o nome de samba composto por Mário Sérgio - no caso, com Capri e Wilson Moreira. Como um dos vocalistas, compositores e músicos do Fundo de Quintal, o artista teve naturalmente várias músicas gravadas pelo grupo. Uma das que obteve maior sucesso foi Amor dos deuses (Mário Sérgio e Ronaldinho, 1995). O samba Amor dos deuses seria registrado por Sérgio no álbum solo gravado e lançado por ele no período em que esteva fora do Fundo de Quintal, Nasci para cantar e sambar (LGK Music / Som Livre, 2009), disco no qual deu novas asas a Fada (Mário Sérgio e Luiz Carlos da Vida, 1995). O álbum não obteve o sucesso esperado e Sérgio acabou voltando para o Fundo de Quintal. Mesmo não tendo feito parte do Fundo de Quintal na década do auge artístico do grupo, os anos 1980, Mário Sérgio sai hoje de cena com o nome inscrito na vasta galeria do samba.




Notas Musicais

FÓRMULA 1: Hamilton aproveita falha da RBR e vence 1º da temporada em Mônaco

O piloto britânico da Mercedes Lewis Hamilton venceu neste domingo o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1, conquistando sua primeira vitória da temporada.

O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull), que largou da pole position, terminou na segunda posição, enquanto o mexicano da Force India Sergio Pérez ficou em terceiro.

Após um treino classificatório no sábado no qual foi prejudicado por um problema no motor que o levou a largar da segunda fila do grid de largada, o atual campeão mundial subiu ao lugar mais alto do pódio pela primeira vez em 2016 após uma corrida complicada e cuja largada foi neutralizada pela presença do safety car, diante da chuva constante que deixou a pista muito escorregadia.

Hamilton, que fez apenas uma parada nos boxes (para mudar os pneus na volta 31), foi favorecido por uma descoordenação entre Ricciardo e sua equipe, que não estava preparada quando o australiano entrou pela segunda vez nos boxes.

"Eles me chamaram, deveriam estar preparados", reclamou Ricciardo. "Não entendo o que aconteceu, é segunda corrida seguida, é duro aceitar isso", lamentou o australiano, que há duas semanas tinha sido vítima de uma estratégia errada da sua equipe, no GP da Espanha. A RBR usou outra estratégia para seu companheiro de equipe Max Verstappen, que acabou vencendo a corrida.


- Vitória polêmica -

Hamilton também se beneficiou da clemência dos juízes da corrida, que não o puniram por ter cortado brevemente a chicane quando estava sendo perseguido por Ricciardo.

"Falhei na freada e fiquei na parte molhada da pista, e depois foi como se estivesse sobre gelo, fiz o que pude", tentou se justificar Hamilton, de forma não muito convincente.

O próprio Hamilton classificou de "fenomenal" o fim de semana de Ricciardo, palavras que dificilmente servirão de consolo para o australiano.

Hamilton "cometeu um erro, cortou pela chicane (...) Não sei nem mesmo se houve uma investigação por parte dos comissários", indicou Ricciardo em uma coletiva de imprensa.

A direção da corrida considerou "não punível" a ação minutos depois que ela ocorreu, e antes do fim da prova.

- Massa pontua -

O pódio foi completado pelo mexicano Pérez, que realizou uma corrida perfeita, deixando para trás dois ex-campões mundiais, Sebastian Vettel (Ferrari(4º) e Fernando Alonso (McLaren-Honda (5º).

O brasileiro Felipe Massa, da Williams, que largou apenas em 14º, teve o mérito de terminar na zona de pontuação, em décimo. Já Nasr, da Sauber, precisou abandonar a prova depois de bater com o próprio companheiro de equipe, Marcus Ericsson.

Hamilton, com sua 44ª vitória na F1, reduziu para 24 pontos a diferença parao companheiro de equipe Nico Rosberg, que permanece líder do Mundial, apesar de sua sétima posição em Mônaco.

A Fórmula 1 viverá sua próxima corrida no dia 12 de junho no Canadá, em um dos circuitos preferidos de Lewis Hamilton, localizado perto da Ilha de Notre Dame em Montreal.

Homem de convicções religiosas, ali poderá acender uma vela aos deuses da Fórmula 1, que o ajudaram a sair vitorioso de Mônaco neste domingo.

Classificação do 74º Grande Prêmio de Mônaco, sexta prova (de 21) do Mundial de Fórmula 1:

1. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes)

260,286 km em 1h59:29.133

(Velicidade Média: 130,703 km/h)

2. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer) a 7.252

3. Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) a 13.825

4. Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) a 15.846

5. Fernando Alonso (ESP/McLaren-Honda) a 1:25.076

6. Nico Hülkenberg (ALE/Force India-Mercedes) a 1:32.999

7. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) a 1:33.290

8. Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso-Ferrari) a 1 volta

9. Jenson Button (GBR/McLaren-Honda) a 1 volta

10. Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) a 1 volta

11. Esteban Gutiérrez (MEX/Haas-Ferrari) a 1 volta

12. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) a 1 volta

13. Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari) a 2 voltas

14. Pascal Wehrlein (ALE/Manor-Mercedes) a 2 voltas

15. Rio Haryanto (INA/Manor-Mercedes) a 4 voltas

Melhor volta da corrida: Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 1:17.939 na volta 71 (media: 154,135 km/h)

Abandonos:

Jolyon Palmer (GBR/Renault): saída de pista, sétima volta

Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari): asa dianteira quebrada, volta 12

Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Ferrari): batida com Magnussen, volta 21

Kevin Magnussen (DIN/Renault): problema mecânico depois de uma batida com Kvyat, volta 34

Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer): saída da pista, volta 35

Felipe Nasr (BRA/Sauber-Ferrari): batida com Ericsson, volta 50

Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari): depois do choque com Nasr, volta 53

- Classificação do Mundial de pilotos:

1. Nico Rosberg (ALE) 106 pts

2. Lewis Hamilton (GBR) 82

3. Daniel Ricciardo (AUS) 66

4. Kimi Räikkönen (FIN) 61

5. Sebastian Vettel (ALE) 60

6. Max Verstappen (HOL) 38

7. Felipe Massa (BRA) 37

8. Valtteri Bottas (FIN) 29

9. Sergio Pérez (MEX) 23

10. Daniil Kvyat (RUS) 22

11. Romain Grosjean (FRA) 22

12. Fernando Alonso (ESP) 18

13. Carlos Sainz Jr (ESP) 16

14. Nico Hülkenberg (ALE) 14

15. Kevin Magnussen (DIN) 6

16. Jenson Button (GBR) 5

17. Stoffel Vandoorne (BEL) 1

- Classificação do Mundial de Construtures:

1. Mercedes-AMG 188 pts

2. Ferrari 121

3. Red Bull 112

4. Williams 66

5. Force India 37

6. Toro Rosso 30

7. McLaren-Honda 24

8. Haas 22

9. Renault 6




Fonte: Zero Hora
Foto: Divulgação (Google)

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,60953,6110+0,38%
Dólar tur.3,46003,7600+0,8%
Euro4,00874,0122-0,11%
Libra5,27495,2808-0,07%
Pesos arg.0,25960,2599+1,44%

Fonte: Thomson Reuters

23 de maio de 2016

Prefeitura interdita 47 pontos de água na orla de Boa Viagem

Cerca de um mês após a 5ª Vara da Fazenda Pública da Capital determinar a interdição de chuveirões instalados na orla de Boa Viagem, na zona sul do Recife, a prefeitura informou ontem que 47 dos 207 pontos de distribuição de água, em chuveirões, quiosques e barracas serão desativados. Em coletiva realizada ontem, foi informado que os demais pontos passarão por uma ação de ordenamento. As medidas visam evitar riscos à saúde pública.
No último sábado (21), tiveram início as notificações sobre a proibição de utilizar a água nos 47 pontos contaminados pela bactéria Escherichia coli. Segundo a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc), 33 locais foram notificados e os demais serão nos próximos dias. Caso os responsáveis descumpram a determinação, a prefeitura poderá apreender os equipamentos.
Os novos chuveiros serão instalados por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). Serão 110 em Boa Viagem e 40 em Olinda. Os chuveirões serão alimentados por dois reservatórios que, juntos, têm capacidade para 53 mil litros de água tratada.
Hoje a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco (Seturel-PE) vai lançar a licitação para contratação da empresa responsável pela estruturação e o processo pode levar até 60 dias. Após contratada, a empresa terá até oito meses para fazer o serviço. A obra está orçada em R$ 2,3 milhões, sendo R$ 1,6 milhão destinados à implantação dos equipamentos na orla de Boa Viagem.


Destak Jornal

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,58033,5823+1,82%
Dólar tur.3,43003,7200+0,27%
Euro3,99864,0034+1,27%
Libra5,17185,1779+1,36%
Pesos arg.0,25490,2556+2,12%

Fonte: Thomson Reuters

16 de maio de 2016

MPB-4 canta Bosco, Guinga, Ramil, Adnet, Joyce e Fred no disco dos 50 anos

MPB-4 um dos maiores grupos vocais do Brasil completa 50 anos de estrada com muita competência

Com capa que expõe a obra Acrílica sobre vinil, do artista plástico Flávio Rossi, o álbum MPB-4 50 anos - O sonho, a vida, a roda viva! - lançado neste mês de maio de 2016 em edição do selo Sesc - celebra as cinco décadas de vida do grupo fluminense com a gravação de 13 músicas inéditas em disco. Trata-se do primeiro disco gravado em estúdio pelo quarteto com músicas inéditas desde 4 coringas (Barclay / Ariola, 1984), álbum lançado há longos 32 anos. Primeiro disco gravado pelo MPB-4 após a saída de cena de Magro Waghabi (1943 - 2012), MPB-4 50 anos - O sonho, a vida, a roda viva! interrompe sucessão de registros de shows e deprojetos temáticos gravados com repertório já pré-existente. Produzido por dois dos quatro integrantes da atual formação do grupo, Miltinho e Paulo Malaguti Pauleira, sob a direção musical de Gilson Peranzzetta, arranjador do álbum, MPB-4 50 anos - O sonho, a vida, a roda viva! foi gravado de 5 de outubro a 17 de dezembro no estúdio Tenda da Raposa, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Miltinho e Malaguti se revezaram na criação dos arranjos vocais das 13 músicas - função até então desempenhada por Magro no grupo atualmente formado por Aquiles, Dalmo Castelo (convidado em 2004 a ocupar o lugar do dissidente Ruy Faria), Miltinho e Paulo Malaguti Pauleira (substituto de Magro). O inédito repertório do álbum MPB-4 50 anos - O sonho, a vida, a roda viva! alinha músicas de compositores como João Bosco (Desossado, parceria com o filho Francisco Bosco), Guinga (Brasileia, parceria com Thiago Amud), Celso Viáfora (Ateu é tu, parceria com Rafael Altério) e os irmãos Vitor Ramil (Filigrama) e Kledir Ramil e Kleiton Ramil (A ilha). Eis, na ordem do disco, as 13 músicas, os compositores e os arranjadores vocais do álbum MPB-4 50 anos - O sonho, a vida, a roda viva!, cuja edição em CD apresenta, no encarte, texto escrito por Aquiles Reis para Magro:


1. Milagres (Breno Ruiz e Paulo César Pinheiro) - arranjo vocal de Paulo Malaguti Pauleira
2. Maxixe (Fred Martins e Alexandre Lemos) - arranjo vocal de Paulo Malaguti Pauleira
3. Trança de cipó (Renato Rocha) - arranjo vocal de Paulo Malaguti Pauleira
4. Harmonia (Miltinho, Sirlan e Paulo César Pinheiro) - arranjo vocal de Miltinho
5. Filigrama (Vitor Ramil) - arranjo vocal de Miltinho
6. Ateu é tu (Rafael Altério e Celso Viáfora) - arranjo vocal de Paulo Malaguti Pauleira
7. A ilha (Kleiton Ramil e Kledir Ramil) - arranjo vocal de Miltinho
8. Brasileia (Guinga e Aldir Blanc) - arranjo vocal de Paulo Malaguti Pauleira
9. Desossado (João Bosco e Francisco Bosco) - arranjo vocal de Paulo Malaguti Pauleira
10. Valsa do baque virado (Mario Adnet e João Cavalcanti) - arranjo vocal de Miltinho
11. A pipa e o tempo (Dalmo Medeiros e Cacau Castro) - arranjo vocal de Miltinho
12. Jornal de ontem (Joyce Moreno e Sérgio Santos) - arranjo vocal de Miltinho
13. A voz na distância (Paulo Malaguti Pauleira) - arranjo vocal de Paulo Malaguti Pauleira




Notas Musicais

Morre o cantor Cauby Peixoto aos 85 anos

Assessoria confirmou a notícia na madrugada desta segunda-feira

Cauby Peixoto morreu por volta das 23h50 do domingo, dia 15, em São Paulo. O cantor estava internado no hospital Sancta Maggiore, no Itaim Bibi.

A assessoria de imprensa do cantor confirmou a informação no começo da madrugada desta segunda-feira, dia 16: "É verdade, ainda não sabemos a causa, mandaremos um comunicado em breve".

Na companhia de Angela Maria, Cauby estava em turnê pelo Brasil com o espetáculo120 anos de Música. O repertório do show era baseado no disco Reencontro, mas também contemplava faixas de outras parcerias dos dois.

Em setembro do ano passado, o cantor chegou a cancelar uma apresentação por conta de uma gripe. Em março de 2015, ele chegou a ser internado em estado grave no hospital Santa Isabel em São Paulo, mas o motivo da internação foi mantido em sigilo pela família.



Band.com.br

15 de maio de 2016

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.3,52243,5236+1,47%
Dólar tur.3,39003,6800+1,38%
Euro3,99754,0013+0,01%
Libra5,06745,0732-0,16%
Pesos arg.0,24950,2498-0,04%
 Fonte: Thomson Reuters

Praia de Boa viagem terão novos chuveirões

A Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco (Seturel-PE), por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), estuda a viabilidade para implantação de 150 chuveiros de água tratada na faixa de areia das praias de Boa Viagem, no Recife, e Olinda, na Região Metropolitana. Os chuveiros serão alimentados por dois reservatórios que, juntos, têm capacidade para 53 mil litros de água. A licitação da obra será lançada hoje.

No mês passado, a 5ª Vara da Fazenda Pública da Capital determinou à gestão do Recife que providenciasse, em até 45 dias, a análise ou reanálise da qualidade da água em todos os chuveiros, poços e quiosques instalados na praia de Boa Viagem, devendo ser interditados todos aqueles que estiverem contaminados com a bactéria Escherichia coli.

O caso vem sendo acompanhando pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) desde 2014, quando foi instaurado inquérito civil para apurar as denúncias de contaminação levantadas por um estudo do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal de Pernambuco.




Destak Jornal

Motofretistas devem fazer inspeção obrigatória em Pernambuco

Atualmente, Pernambuco tem 2.331 motos cadastradas para realizar serviços, sendo 2.281 na região metropolitana do Recife. a partir de maio Motofretistas e motoboys deverão passar pela primeira jornada de inspeção semestral obrigatória no Detran-PE.

A medida visa avaliar os equipamentos obrigatórios (do veículo e do profissional), além da documentação obrigatória. A regra é válida tanto para os veículos particulares quanto para os que são propriedades de empresas.

A inspeção poderá ser feita também nos dias 21 e 28 de maio e 4 de junho. O motofretista ou motoboy deve se dirigir até a sede do Detran-PE, na Iputinga, ou às Ciretrans do interior. Para os motofretistas registrados no Recife, o atendimento será realizado das 8h ao meio-dia.



Destak Jornal