30 de abril de 2015

Zoológico de Dois Irmãos sem alimentos para os animais

A preocupação com o zoológico ultrapassou os limites do Parque Dois Irmãos. E o que se ouve de profissionais, de reconhecimento acadêmico e científico, é que o zoo vive um quadro senão insustentável, mas a um passo disso. As denúncias são de falta de alimentos para os animais, sobrecarga de trabalho dos profissionais com as novas demandas assumidas pelo parque e de suspensão dos serviços de coleta e destinação de material hospitalar. 

No caso dos animais, os carnívoros, por exemplo, estariam comendo os animais do biotério. Explica-se. Biotério é o local onde bichos são mantidos para experimentos científicos. Entre eles, ratos e rãs. A crise também chegou a esses, que alimentos com restos de rações adquiridos para outras espécies. O motivo do quadro: os fornecedores. 

As empresas deixaram de abastecer o parque, porque estão com os pagamentos atrasados. Isso há pelo menos quatro meses. Dos fornecedores, apenas um, com pagamento em dia, continua repassando frutas. Mesmo assim, a quantidade e os tipos dos produtos seriam poucos para o universo de animais. 

Se nenhuma medida for adotada de imediato pelo estado - o que de fato se espera -, o futuro do zoológico pode vir marcado com o aumento de mortes de animais. Mortes que, segundo as denúncias, são crescentes nos últimos meses.



Fonte: DP

Violência da PM deixa mais de 200 feridos no Paraná

Polícia usou balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e jatos d’água contra manifestantes

Manifestante ferido por bala de borracha (Foto: Everson Bressan/SMCS)

A repressão da Polícia Militar do Paraná aos manifestantes que faziam ato nesta quarta-feira 29 no Centro Cívico, em frente à Assembleia Legislativa, em Curitiba, deixou ao menos 200 feridos, segundo o jornal Gazeta do Povo, sendo ao menos oito deles em estado grave.

A PM usou balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e jatos d’água contra os manifestantes. Segundo o site Catve, de Cascavel (PR), ligado ao portal Terra, a PM usou cachorros contra a população e jogou bombas de gás lacrimogêneo a partir de helicópteros. Segundo a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o cinegrafista Luiz Carlos de Jesus, da Band, foi atacado por um cão da PM da raça pitbull. Ferido na perna, teve de passar por uma cirurgia. Também segundo a Abraji, o fotógrafo Henry Milleo, da Gazeta do Povo, foi ferido em um dos braços e no abdome por estilhaços de uma bomba de efeito moral lançada pela PM contra os professores.

O Broadcast Político, serviço do jornal O Estado de S. Paulo, afirmou que 17 policiais militares foram presos por se recusar a participar do cerco aos professores em Curitiba.

Os manifestantes se reuniram para protestar contra mudanças no custeio da ParanaPrevidência, responsável pelos pagamentos da Previdência Social aos servidores do estado. O projeto, bancado pelo governador Beto Richa (PSDB), enfrenta muitas resistências, em especial dos professores estaduais, que realizaram uma greve de 29 dias em março e, desde a segunda-feira 27, retomaram a paralisação.

O governador sustenta que o projeto de mudanças na previdência não foi entendido da forma correta pelos setores mobilizados. Na segunda-feira, Richa afirmou por meio de sua conta no Twitter que nenhum direito será ameaçado:


É importante que o projeto seja entendido. Os direitos dos aposentados e pensionistas estão garantidos.

— Beto Richa (@BetoRicha) 27 abril 2015


Ferido é retirado de ambulância (Gabriel Rosa/SMCS)





Fonte: Carta Capital


Dia Internacional do Jazz

Hoje é o dia Internacional desse gênero musical que conquistou o mundo pela a sua Criatividade e improvisos maravilhosos.


O Dia Internacional do Jazz é celebrado a 30 de abril. A data foi criada pela UNESCO e anunciada pelo pianista e embaixador da boa vontade da UNESCO, Herbie Hancock.

Em 2012 foi celebrado pela primeira vez o Dia Internacional do Jazz. A comemoração tem como objetivo relembrar a importância deste gênero musical e o seu contributo na promoção de diferentes culturas e povos ao longo da história. O jazz está associado à luta pela liberdade e a abolição da escravatura.

Para promover o Dia Internacional do Jazz decorrem vários concertos de jazz, promovidos por escolas, grupos e músicos, com o intuito de apresentar à população este gênero musical. O jazz é um estilo musical que apela à criatividade e improvisação. 

Origem do Jazz

O jazz teve origem nos Estados Unidos da América, através da comunidade afro-americana no século XIX, tendo-se popularizado nas primeiras décadas do século XX. New Orleans é reconhecida como a cidade onde nasceu o jazz.

Comércio e agências bancárias não abrem nesta sexta-feira

Feriadão a partir de amanhã em todo Brasil
























O comércio e as agências bancárias não abrirão nesta sexta-feira, 1º de maio. O feriado do Dia do Trabalhador é considerado uma das cinco datas que por Lei não é permitida a abertura de estabelecimentos comerciais. No caso dos shoppings centers o funcionamento será apenas para praça de alimentação e lazer, além de cinema, das 11h às 22h.

A abertura do comércio não é permitida por Lei nos feriados civis e religiosos de 1º de janeiro, Sexta-feira Santa, 1º de Maio (Dia do Trabalhador), Finados (02 de novembro) e Natal (25 de dezembro).

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o consumidor poderá nesta sexta-feira utilizar canais alternativos para a realização de operações bancárias. Entre as alternativas estão os caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados).

A Febraban ressalta que no caso de contas com vencimento para este dia 1º de maio, como contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo) e os carnês poderão ser pagos no próximo dia útil subsequente, ou seja, na segunda-feira (04), sem incidência de multa.



Fonte: agro olhar/Viviane Petroli

Helton Moura lança novo trabalho no Teatro Arraial Ariano Suassuna

Intitulado 'Círculo', o show apresenta repertório com 11 faixas inéditas e arranjos especiais.

Divulgação

Após três anos sem apresentar novos trabalhos, o cantor Helton Moura lança no Teatro Arraial Ariano Suassuna, nesta quinta-feira (30), o disco ‘Círculo’. O repertório traz 11 faixas inéditas e arranjos preparados especialmente para o show, que terá início às 19h30. O evento faz parte da programação do “Sesc no Arraial”, e a entrada é gratuita.

Além das canções que compõem o ‘Círculo’, o repertório conta com algumas músicas do seu primeiro trabalho (Helton Moura e O Cambaio) em uma nova roupagem. Apesar da formação clássica, em seu novo show Helton faz um verdadeiro passeio pela música brasileira a partir da psicodélica década de 1970 até os dias de hoje.

O objetivo do “Sesc no Arraial” é levar todo mês ao palco do Teatro Arraial Ariano Suassuna um pocket espetáculo musical ou teatral. A iniciativa pretende ser uma vitrine para grupos que estejam iniciando suas carreiras artísticas e proporcionar um encontro cultural entre os artistas e o público que é composto, sobretudo, por alunos de escolas públicas.

Sobre Helton Moura

Músico e compositor, nascido no sertão pernambucano há 33 anos, tem percorrido um longo caminho de atividades até a atualidade.
Sempre inteirado dos cenários e movimentos artísticos ao seu redor, Helton traz a essência trovadoresca que se relaciona com os diálogos modernos na música e em outros campos da atividade humana.

Serviço

Helton Moura, no Teatro Arraial Ariano Suassuna
Quinta (30/04), às 19h30
Endereço: Rua da Aurora, 457, Boa Vista – Recife -PE
Acesso gratuito
Mais informações: (81) 3184 3057

COTAÇÕES: Dólar, Euro, Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.2,98172,9824+0,85%
Dólar tur.2,86003,0400-0,98%
Euro3,32233,3240+1,14%
Libra4,57994,5826+0,48%
Peso0,33480,3352+0,96%

Fonte: Thomson Reuters

29 de abril de 2015

O brasileiro condenado à morte muito antes de Gularte e Archer

Theodomiro Romeiro dos Santos foi o único condenado à morte no Brasil republicano. Tinha 18 anos de idade. Hoje juiz federal aposentado, conta como se livrou de ser executado e o que pensa dos fuzilamentos dos brasileiros Rodrigo Gularte e Marco Archer na Indonésia

Theodomiro Romeiro dos Santos foi o primeiro brasileiro condenado à pena de morte durante o período republicano (reprodução)

Muito antes das execuções de Rodrigo Gularte e Marco Archer – ambos fuzilados na Indonésia -, um brasileiro foi condenado à pena de morte aqui mesmo no Brasil aos 18 anos de idade.

Com a condenação ao fuzilamento em primeira instância, Theodomiro, hoje aposentado como juiz federal, fez história ao se tornar o único brasileiro a ser condenado à pena capital no Brasil no período republicano.

A última execução do tipo havia sido registrada em 1876. Atualmente, a pena capital ainda é prevista na Constituição brasileira, mas somente para crimes militares cometidos em tempos de guerra.

Três meses depois, sua pena seria transformada em prisão perpétua. Às vésperas da Lei de Anistia, em 1979, Theodomiro protagonizaria uma fuga espetacular para a Europa.

A história da condenação

Militante do Partido Comunista Brasileiro Revolucionário, o PCBR, Theodomiro foi preso por disparar contra os agentes da ditadura militar que o haviam capturado momentos antes, matando um sargento da Aeronáutica em Salvador-BA.

Preso, foi torturado e levado para a prisão Lemos Brito, na capital baiana. O julgamento aconteceria em março de 1971 pelo Conselho Especial de Justiça da Aeronática, que evocou a Lei de Segurança Nacional para aplicar a pena capital. Theodomiro foi então sentenciado ao fuzilamento e Paulo Dantas à prisão perpétua. A decisão aumentou o apetite do arremedo de Justiça Militar.

Nem a ferocidade de uma ditadura militar raivosa por ter um de seus agentes mortos foi capaz de fazer com que a pena de morte fosse aplicada. Com o recente desaparecimento do deputado Rubens Paiva uma pena de morte só pioraria a repercussão negativa que a repressão violenta causava na imagem do regime. Três meses após a condenação, o Superior Tribunal Militar (STM) julgaria o recurso da defesa a de Theodomiro e reformaria a sentença, convertendo-a para a prisão perpétua. A justificativa: o fato de o réu, apesar de culpado, ser menor de 18 anos à época do crime que cometera. O STM acolheu o voto do relator, o ministro Amarildo Lopes Salgado:

“… sua confissão é minuciosa, sem objetivo de inocência. Nem mesmo o advogado põe em dúvida isso. Entretanto, minha consciência jurídica não aceita que a um menor de 18 anos, à época do crime, sem antecedentes criminais, no período de imputabilidade incompleta, seja aplicada a pena máxima…”

Em 1975, o Superior Tribunal de Justiça reduziu a pena perpétua para 30 anos. Quatro anos depois, às vésperas da promulgação da Lei da Anistia, Theodomiro fugiria para o exterior e só retornaria ao Brasil em 1985, quando o país voltou ao regime democrático.

‘Reagi à prisão e fugi para não ser morto’

Theodomiro conta que, à época, reagiu à prisão porque os homens que foram prendê-lo estavam sem qualquer identificação.

“Eu reagi à prisão quando o DOI-CODI (órgão de repressão subordinado ao Exército) foi me prender. A prisão foi absolutamente ilegal e irregular. Eu não estava fazendo nada errado, não havia ordem de prisão. As pessoas estavam à paisana, não tinham qualquer identificação que fossem autoridades policiais nem militares. O carro também era comum. Reagi à prisão depois que verifiquei que era um grupo de agentes do DOI-CODI que estava me prendendo para me levar a uma penitenciária e me torturar”, disse em entrevista ao jornal A Tarde, em 2013.

Ao falar sobre sua fuga, mesmo em um período de afrouxamento do regime e com a iminência de uma anistia, Theodomiro revelou que ainda havia a possibilidade de ser assassinado na prisão.

“Uma notícia que Fernando Escariz (jornalista, autor do livro Porque Theodomiro fugiu) me deu numa das vezes que foi à penitenciária. Um dia, já depois da anistia, da redução das minhas penas, ele relatou que numa entrevista com Antonio Carlos Magalhães (então governador da Bahia), quando ele já falava em off com os jornalistas, um dos repórteres disse: governador, Theodomiro vai sair agora, não é? Ele respondeu: não sei, porque Theodomiro agora vai ficar sozinho na penitenciária e você sabe que penitenciária acontece muita briga de preso…. Eu tinha pedido a liberdade condicional, mas o juiz-auditor não autorizou, apesar de eu ter cumprido muito mais pena do que era necessário. Eu ia de fato ficar sozinho na prisão, porque os outros dois presos políticos que tinha na época – Paulinho Vieira, do Partidão (PCB), e Haroldo Lima, do PCdoB – iam sair com a anistia, com certeza”, disse.

Execuções de Marco Archer e Rodrigo Gularte

Em entrevista à BBC Brasil, Theodomiro se posicionou contra as execuções dos brasileiros Marco Archer e Rodrigo Gularte na Indonésia.

“Minha discordância fundamental contra a pena de morte em nada tem a ver com a minha condenação, mas decorre das minhas posições humanistas. Sou um defensor da vida e, em segundo lugar, tenho profunda preocupação com a irreversibilidade da punição. Se uma pessoa for executada por um crime que não cometeu, como haverá reparação? Não há como corrigir um erro judiciário numa condenação à pena de morte consumada”, enfatiza.

Santos diz ainda que vê com “tristeza” o forte apoio demonstrado por muitos no país à pena capital.

“É errado pensar que o agravamento das sanções possa consertar o estado das coisas. Defender a pena de morte é uma demonstração da nossa incapacidade de fazer com que as pessoas compreendam que essas medidas não vão resolver os problemas de segurança, todos os problemas que elas gostariam de ver resolvidos”, diz.






Fonte: Pragmatismo Político /com informações de Agência Estado, Jornal A Tarde e BBC Brasil


ARCOVERDE: Coco Trupé completa 06 anos

Um dos melhores grupos de coco da cidade de Arcoverde está de parabéns e com direito a festa

Foto: Amannda Oliveira

No próximo dia 02 de maio o Coco Trupé Arcoverde completa 06 anos de história e vai festejar com muita música, teatro e o encontro de gerações do coco de Arcoverde. A festa acontecerá na sede do grupo, no São Miguel e terá a presença do Teatro de Retalhos à partir das 18h, Noé Lira, Forró do Candeeiro, Coco Raízes de Arcoverde e o Coco das Irmãs Lopes.

Outras atrações ainda devem ser confirmadas. Em breve mais informações.

Parabéns a este grupo querido que tanto enriquece a cultura arcoverdense.




Blogfalandofrancamente

RECEITA: Escondidinho de peixe com mandioquinha

Este escondidinho pode levar o peixe de sua preferência - melhor ainda se for o da temporada e fresco! - e um cremoso purê de mandioquinha.

© Fornecido por Gastrolândia


Ingredientes

50 gr de requeijão
150 gr de pescado limpo e picadinho
5 ml de azeite
sal e pimenta reino a gosto e limão para marinar.
200 gr de mandioquinha cozida
10 ml de leite
20 ml creme de leite fresco
5gr de manteiga

Como fazer

Tempere o peixe de sua escolha, com sal, pimenta e limão e deixe marinar por 5 minutos. Salteie o peixe por 3 a 4 minutos e coloque o requeijão, fazendo um creme. Prove, acerte o tempero e reserve. Faça um purê da mandioquinha misturando o leite, a manteiga e o creme de leite com a panela em fogo bem baixinho. Tempere o purê com sal a gosto. Coloque o purê no prato, e recheie com o peixe cremoso, depois cubra com o purê, como se fosse uma torta.Finalize com queijo parmesão ralado, levando ao forno para gratinar até ficar dourado.



Fonte: 

28 de abril de 2015

Polêmica! Depressão não é causada por baixos níveis de serotonina e a maioria dos antidepressivos não funcionam, afirma psiquiatra

Um professor líder de psiquiatria, afirmou que a crença de que antidepressivos mais populares elevam os níveis de serotonina no cérebro é falsa.

David Healy, diretor da unidade psiquiátrica Hergest, em Bangor, norte do País de Gales, disse que a ideia errada de que os baixos níveis de serotonina sejam os responsáveis ​​pela depressão tornou-se um fato estabelecido. Ele sugeriu que o sucesso das chamadas drogas SSRI - que incluem Prozac e Seroxat – se baseia no "marketing de um mito".

O surgimento das drogas inibidoras (ISRS) de serotonina, no final de 1980, veio após preocupações sobre tranquilizantes usados para tratar a depressão. Mesmo que eles fossem mais fracos do que os antidepressivos tricíclicos de estilo antigo, foram substituídos por conta da ideia de que os níveis de serotonina seriam restaurados ao normal. “Essa é uma noção que depois foi transmutada na ideia de que eles haviam sanado um desequilíbrio químico”, disse Healy.

Em um editorial do BMJ, Healy disse que na década de 1990, ninguém sabia se as ISRSs aumentavam ou reduziam os níveis de serotonina, e não havia nenhuma evidência de que o tratamento houvesse corrigido algo. "Para os médicos, foi encurtada a comunicação com os pacientes. Para os pacientes, a ideia de corrigir uma anomalia tem uma força moral que pode ser esperada para superar os medos que alguns possam ter de tomar um calmante, especialmente quando convencido que o sofrimento não é uma fraqueza”,revelou.

No entanto, outros psiquiatras refutaram as alegações do professor, dizendo que houve uma descrição simplista do professor sobre as pílulas corrigirem um desequilíbrio químico. Eles alertaram que a controvérsia pode prejudicar os pacientes deprimidos se eles foram impedidos de tomar os medicamentos, algo provado em ensaios e no cotidiano.

O professor Simon Wessely, presidente do Royal College of Psychiatrists, disse: "é fato que os antidepressivos são úteis para a depressão, em conjunto com tratamentos psicológicos. Como se faz isso, não é um fato. O mais importante de tudo, é que os ISRS são mais seguros quando tomados em doses maiores que os tricíclicos mais antigos. As pessoas não devem mudar a medicação atual com base neste editorial isolado”.

O NHS Choices, website que aconselha os pacientes, diz: “Seria muito simplista dizer que a depressão e condições relacionadas de saúde mental sejam causados ​​por baixos níveis de serotonina, mas um aumento nos níveis de serotonina pode melhorar os sintomas".

"Professor Healy faz um argumento forte, mas mal apoiado contra algo que não faz sentido e nunca existiu: a ideia de um ISRS "corrigir" um "desequilíbrio" de serotonina no cérebro. Os investigadores e psiquiatras sabem que os ISRS são eficazes em uma série de transtornos, mas ninguém tem certeza exatamente como eles funcionam. Seu efeito facilmente demonstrável é sobre a serotonina, mas eles têm muitos efeitos secundários indiretos no cérebro.”, disse David Taylor, Diretor da Pharmacy and Pathology and Head of Pharmaceutical Sciences Clinical Academic Group.

"No mundo real da clínica, os ISRS são inegavelmente eficazes no tratamento de indivíduos com depressão em níveis maiores. Eles se tornaram o tratamento principal, porque eles têm menos efeitos colaterais do que seus antecessores e são mais seguros em altas doses. David Healy já havia afirmado que ISRSs causam dependência ou provocam suicídio. Ao dizer isso, ele arriscou dissuadir os indivíduos com depressão grave de obterem a ajuda que necessitam, e este último artigo apenas contribui para este problema. O risco de suicídio de depressão não tratado é muito maior do que o risco de tratamento com antidepressivos, e sim, este inclui ISRS”, respondeu Paul Keedwell, psiquiatra e especialista em transtornos do humor.






Fonte: Jornal Ciência
Foto: Reprodução / Vestiremaquiar / Pianetadonna

Homem mais alto do Brasil, com 2,26 m, encontra o amor em uma mulher 1 metro menor que ele

Joelison Fernandes da Silva, de 28 anos, é o homem mais alto do Brasil.


Conhecido como “gigante gentil”, ele desenvolveu o gigantismo quando criança e passou metade de sua vida envergonhado de sua condição. Porém, hoje ele se sente bem com sua condição e conseguiu encontrar o amor.

“Quando ele era bebezinho, eu já achava alguma coisa diferente em seus pés. Já eram maiores”, relatou sua mãe, Ivanilda.

Apesar de sua estatura imponente, ele sempre foi intimidado na escola, até a adolescência, e teve de abandonar os estudos. As crianças não “perdoavam” o fato dele ser o mais alto e faziam muitas “brincadeiras desagradáveis”. Após esse período, ele tornou-se quase um recluso da sociedade, principalmente pelo fato dos olhares das pessoas. “Eu me sentia diferente. Eu via que era fora do normal”, diz ele.

No entanto, aos 21 anos, Joelison passou por uma cirurgia para retirar um tumor benigno em sua glândula pituitária (hipófise), o que controlou seu crescimento e deu-lhe mais autoconfiança.

Ele acabou se tornando uma celebridade na Paraíba, onde reside, e começou a atrair admiradores, inclusive Evem Medeiros, de 21 anos, por quem ele acabou se apaixonando. E o sentimento foi recíproco.

"O dia em que a vi eu acho que foi amor à primeira vista”, disse Joelison. Embora ela seja quase um metro menor do que seu parceiro, eles dizem que o tamanho não é obstáculo para o relacionamento.

Talvez o choque tenha sido maior para o pai de Evem, que ao ver o rapaz pela primeira vez, ficou surpreso. “Meu pai me disse: ‘filha, eu te disse para conseguir um homem, um grande homem. Você exagerou’”, relatou Evem.

Apenas um ano depois eles se casaram e agora estão tentando ter um filho. A informação fez com que perguntas mais indiscretas de cunho sexual fossem feitas, mas Joelison levou tudo na esportiva e respondeu de forma bem humorada: “O tamanho dos pés é propaganda enganosa”.




Fonte:Jornal Ciência

COTAÇÕES: Dólar, Euro Libra e Peso.

COMPRAVENDAVARIAÇÃO
Dólar com.2,94152,9422+0,7%
Dólar tur.2,87002,99000,0%
Euro3,22303,2278+1,58%
Libra4,50444,5119+1,48%
Peso0,32970,3303+0,79%

Fonte: Thomson Reuters

Exposição fotográfica apresenta patrimônio cultural de Fernando de Noronha

Mostra é resultado de pesquisa e oficinas de educação patrimonial com estudantes e moradores da Ilha.

Rede Pesca

O Memorial Noronhense abriga a exposição fotográfica do projeto “Expedição Cultural em Noronha”, a partir desta quarta-feira (29). A mostra reúne imagens da Ilha captadas por cerca de 50 estudantes da Escola do Arquipélago, agentes culturais, guias de turismo e monitores do Memorial. As fotografias representam um conjunto de memórias e experiências, numa reflexão sobre o que os moradores pensam do passado e do presente e o que desejam para o futuro do Arquipélago. A mostra ficará em cartaz até o dia 10 de junho e é aberta ao público em geral. O projeto é uma realização do Bureau de Cultura com o incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – Funcultura / Governo de Pernambuco e apoio da administração geral de Fernando de Noronha, do Memorial Noronhense e da Escola Arquipélago.

O projeto “Expedição Cultural em Noronha” foi iniciado em fevereiro do ano passado e constituiu-se em três etapas. Na primeira foi construído um inventário preliminar sobre as referências culturais do Arquipélago, através de visitas a pontos históricos, pesquisas bibliográficas e entrevistas com moradores e artesãos das mais diversas gerações. O intuito foi investigar as memórias individuais e coletivas da Ilha. A segunda fase da Expedição Cultural teve como objetivo identificar e registrar as referências, a memória e a identidade cultural da Ilha através de oficinas de educação patrimonial e mediação cultural, com aulas de campo, jogos e dinâmicas.

Igrejinha

“Só depois de fazermos esse levantamento inicial, partimos para a terceira e última fase do projeto que é a exposição fotográfica e a produção do catálogo”, aponta a turismóloga e produtora cultural, Clarisse Fraga, diretora executiva da Bureau de Cultura. O material busca representar memórias e experiências valiosas, um importante documento com o qual é possível refletir sobre o que os moradores pensam de seu passado, do presente e o que desejam para o futuro do Arquipélago de Fernando de Noronha. “Registra também os feitos da Expedição Cultural em Noronha e seus desejos de encontrar, conhecer, recordar, imaginar, conectar e preservar o patrimônio da Ilha, propondo reflexões a respeito do quanto esses elementos culturais são importantes para os moradores e o que se pode fazer para preservá-los”, completa.

SERVIÇO

Exposição Fotográfica e Catálogo do projeto “Expedição Cultural em Noronha”
Data: de 29 de abril de 2015
Horário: às 16h
Visitação: até 10 de junho de 2015
Local: Memorial Noronhense, em Fernando de Noronha
Acesso gratuito
Informações: (81) 3033-5521




Portal Cultura PE

CHÃ GRANDE: 21ª Festa do Trabalhador

Além da conhecida Corrida de Jericos, programação contempla apresentações musicais e concurso de violeiros pernambucanos.

A dupla Djair Olímpio e Daniel Olímpio será uma das atrações populares da festa, durante o concurso de violeiros.

Chegando a sua 21ª edição, a tradicional Festa do Trabalhador da cidade de Chã Grande, na Zona da Mata, estará realizando uma extensa programação a partir desta quinta-feira (30). Conhecida pela irreverente Corrida de Jericos, a festividade também contempla atividades competitivas como as provas Pau de Sebo, Corrida de Saco e Corrida do Ovo, premiando os primeiros colocados.

A programação do evento também conta com shows musicais e nesta edição acontece pela 4ª vez o Concurso de Violeiros da cidade, promovendo competições entre as duplas Ivanildo Vila Nova e Severino Dionísio; Hipólito Moura e Luciano Leonel; Antônio Lisboa e Edvaldo Zuzú; João Olímpio e Severino Soares. O concurso terá apresentação especial da dupla Djair Olímpio e Daniel Olímpio, além de declamações pelo poeta popular Raudênio Lima.

A Festa do Trabalhador de Chã Grande é uma realização da prefeitura municipal e possui incentivo do Governo de Pernambuco, através da Empetur.

Confira a programação:

- Quinta-feira, 30 de abril
20h | Polo Cultural da rodoviária | Maninho dos Teclados

- Sexta-feira, 1º de maio
8h | Final do Torneio de Futebol;
9h | Passeio ciclístico saindo da Vila Santa Luzia até o centro da cidade (com sorteios de 05 bicicletas)
13h | Corrida de Saco | Corrida do Ovo | Pau de Sebo (com premiações)
13h30 | Desfile do Jerico com Fantasia (prêmio de R$ 500,00)
13h40 | 21ª Corrida de Jericos (prêmio de 05 baterias de R$ 100,00 cada e a Grande Final, com os campeões de cada bateria valendo uma MOTO 150cc 0Km)
14h | Parque de diversões grátis
15h | Entrega das premiações
17h | Show com Vilões do Forró
19h | Missa dos Trabalhadores na Igreja Matriz
21h | Forró dos Balas

- Sábado, 2 de maio
01h – Show com Pisada Sertaneja

- Domingo, 3 de maio
21h | 4º Festival de Violeiros
Duplas concorrentes: Ivanildo Vila Nova e Severino Dionísio; Hipólito Moura e Luciano Leonel; Antônio Lisboa e Edvaldo Zuzú; João Olímpio e Severino Soares.
Dupla especial: Djair Olímpio e Daniel Olímpio
Poeta declamador: Raudênio Lima



Portal Cultura

Fábrica da Fiat em Goiana Pernambuco é inaugurada hoje

A fábrica é a mais  Avançada Unidade Produtiva do grupo ítalo-americano no Mundo


Um Antigo canavial, em Goiana, Nenhum interior de Pernambuco, deu lugar hum zumbido dos Complexos automotivos Mais AVANÇADOS DO MUNDO EA Mãos moderna planta Produtiva da Fiat Automobiles Chysler (FCA). O polo automotivo Jeep Ocupa Uma área de 4,4 Milhões de metros QUADRADOS, dos Quais 1,9 Milhão São da Montadora e Outros 2,5 Milhões do Parque de Fornecedores Formado POR 16 Empresas. Uma área construida metros Quadrados soma 530 mil, 260 mil SENDO da fábrica Jeep. Com Investimentos de R $ 7 bilhões, TEM CAPACIDADE de Produção de 250 mil Veículos POR ano e PODE montar simultaneamente Quatro modelos Diferentes. O Processo de Produção, com alto grau de Automatização, Conta com 700 Robôs. Um em plena Operação CAPACIDADE Gerar Mais de nove mil Empregos.

O jipe ​​Renegade EO Primeiro Veículo Produzido em Goaiana (Fotos Jeep / DV)

A inauguração oficial Trouxe ao Brasil o Comando do grupo Fiat Chrysler liderado POR Sergio Marchionne. Contará com a Presença da presidente Dilma Rousseff, Autoridades LOCAIS, Estaduais e Federais e cerca de Dois mil Convidados.

VERSÕES

O Renagade TEM SEIS versões - Desporto, Longitude e Trailhawk, Motores - 1.8 Flex de 132 cv e comeu turbo diesel de 170 cv -, cambios - manual de cinco marchas e de de de de Automáticos de Seis e nove Velocidades, e trações - 4 × 2 e 4 × 4 -. . Os Preços VAO de R 69,900 Dólares, na Opção de entrada, de R $ 116.990, na parte superior, de Trailhawk A Família Renegad e crescerá em junho com a chegada de Uma Nova Opção básica, de entrada, equipada com o motor de fazer de 1.8 Flex e Preço A partir de R $ 66.900. 

Preços

Jeep Renegade

Sport M / T 4 × 2 - R 69.900 Dólares

Sport A / T 4 × 2 - R 75.900 Dólares

Longitude A / T 4 × 2 - R $ 80,900

Desporto Diesel A / T 4 × 4 - R $ 99.900

Longitude A / T 4 × 4 - R $ 109.900

Trailhawk A / T 4 × 4 - R $ 116.990




Fonte: Gilberto Leal / Jeep

Morre Antônio Abujamra, aos 82 anos de idade

O diretor e apresentador estava dormindo em sua casa. As informações sobre o velório e o sepultamento ainda não foram divulgadas


Morreu na manhã desta terça-feira (28) Antônio Abujamra, aos 82 anos de idade. O diretor e apresentador do programa Provocações, da TV Cultura, estava dormindo em sua casa. As informações sobre o velório e o sepultamento ainda não foram divulgadas. Ele deixa dois filhos e dois netos.



Fonte: Cmais

Abertura dos 56º Jogos Escolares de Pernambuco (JEPS)

Evento teve início oficial declarado nesta segunda-feira (27)

Abertura dos JEPS reuniu atletas, ex-atletas e autoridades no Chevrolet Hall
Guga Matos/JC Imagem

Com ares de megaevento, os Jogos Escolares de Pernambuco (JEPS) tiveram sua 56ª edição oficialmente aberta na tarde desta segunda-feira (27), no Chevrolet Hall, em Olinda. Além de representantes das mais de mil instituição de ensino que irão participar das disputas esportivas, atletas de destaque do desporto estadual, como Yane Marques e Leonardo Guedes, também foram prestigiar a cerimônia de abertura.

“É muito legal ver essa retomada dos Jogos Escolares de Pernambuco. Eu comecei a competir nos JEPS (a pentatleta fazia natação) e é justamente de um evento como esse que podem sair outras revelações do nosso esporte. Os JEPS, guardadas as devidas proporções, são as Olimpíadas de todos esses alunos”, comentou Yane.

O ex-jogador de vôlei e medalhista de ouro nos Jogos de Barcelona-1992 Pampa foi o grande homenageado da tarde. Ele foi recebido com euforia pelos estudantes que lotaram o Chevrolet Hall e permaneceu sentado ao lado do secretário de Turismo, Esporte e Lazer do governo de Pernambuco, Felipe Carreras, e do secretário executivo de esportes do governo de Pernambuco, Diego Perez. Apenas depois que todas as agremiações com representantes das escolas se acomodaram no Chevrolet Hall é que Pampa proferiu algumas palavras ao jovens.

“Perguntei a vocês quem aqui gostaria de ser medalhista olímpico e apenas alguns levantaram as mãos. É natural. As pessoas têm sonhos e objetivos diferentes. Mas digo aos que têm esse sonho, que é necessário se dedicar mais que os demais. Fazer a diferença. Treinar muito e trabalhar duro. É necessário foco, disciplina e um evento como os JEPS pode ser um belo começo para vocês despertarem essa vontade. Preciso parabenizar o governo de Pernambuco pela competição. Movimentar mais de 60 mil atletas com um evento não é para qualquer governo”, afirmou.

Depois houve o pronunciamento do secretário de Turismo, Esportes e Lazer Felipe Carreras, que fez questão de exaltar a importância dos JEPS para a manutenção do esporte de alto rendimento em Pernambuco. “Pampa, Marcelo Negrão, que é paulista, mas se considera pernambucano, Dani Lins, Jaqueline Carvalho. São tantos nomes que começaram nos JEPS e hoje estão brilhando no nosso esporte. Tenho certeza de que esse será um grande evento e, dos JEPS, outros talentos certamente surgirão no esporte do nosso Estado”, comentou.

Após Felipe Carreras declarar oficialmente que os Jogos estavam abertos, a saltadora Yasmim Gomes e o decatleta Anderson Luiz, duas grandes promessas do atletismo pernambucano, foram os responsáveis por conduzir a tocha até as mãos de Pampa. Após recebê-la, o ex-jogador então acendeu a pira olímpica.

“Foi uma emoção muito grande, apesar de esse já ser o segundo ano que conduzo a tocha. Entregá-la a Pampa foi uma sensação única. Ele é um grande exemplo para nós que queremos, assim como ele, chegar longe no esporte”, contou Anderson. 

Depois das solenidades, os estudantes tomaram conta do espaço localizado em frente ao palco para celebrar ao som das bandas Papaninfa e Expresso Folia.




Fonte: jc online