Paulo vai dobrar o salário dos professores do Estado

Foto: Aluísio Moreira

Representantes da comunidade escolar de Pernambuco se reuniram, nesta quarta-feira (27), para declarar seu apoio ao candidato da Frente Popular ao Governo Estadual, Paulo Câmara (PSB). Em discurso para mais de 5 mil pessoas, entre docentes, gestores, estudantes, familiares de alunos, servidores e funcionários da rede de ensino, o socialista assumiu o compromisso de duplicar, até 2018, o piso salarial dos professores do Estado. "Avançamos muito na Educação desde 2007, mas ainda é preciso construir muito mais. Precisamos qualificar mais e remunerar melhor os nossos professores. Nos quatro anos do meu mandato, seremos capazes de dobrar a remuneração da categoria", garantiu.

Além do reajuste, Paulo também declarou que vai aumentar de 1,6 mil para 3 mil o número de alunos que participam anualmente do programa Ganhe o Mundo, onde os estudantes têm a oportunidade de conhecer um país estrangeiro e aprender uma nova língua. A iniciativa também amplia as vagas para que os professores de toda a rede participem de programas de mobilidade acadêmica (hoje, existem programas voltados para aqueles que exercitam o ensino de línguas). Os recursos para colocar essas propostas em prática, explicou Câmara, estarão disponíveis por conta do aumento previsto da arrecadação e do modelo inteligente de gestão, que ele ajudou a implantar no Governo Eduardo Campos.

"Nos pouco mais de sete anos e meio do Governo Eduardo e João Lyra Neto (PSB), nós mais que dobramos essa remuneração. Isso mostra que esse Governo sabe construir, sabe tirar as coisas do papel. Há espaços fiscais para levantarmos esses recursos porque temos hoje um Estado enxuto. Também construímos as condições para o crescimento e atração de muitos investimentos, o que já acontece, mas que será ampliado bastante nos próximos anos. Isso significa aumento da arrecadação", explicou Paulo.

O candidato também destacou o Programa Nova Escola Integrada de Pernambuco, que cuidará da formação dos estudantes do Estado desde a primeira infância até o Ensino Superior. Ele ressaltou, entre as propostas, a universalização das escolas em ensino integral, onde serão feitas parcerias com os municípios para que cada um deles tenha pelo menos uma unidade do tipo, garantindo matrícula a todo aluno da rede que quiser uma vaga. Paulo também ressaltou a Rede de Escolas Técnicas do Estado, que terá 40 unidades a partir de 2015, com capacidade para formar até 50 mil alunos, e a criação de uma Faculdade Técnica, para a formação de professores. 

"O meu ideal é o mesmo que Eduardo tinha, e que pode ser expresso em uma frase que ele falou várias vezes e que eu repito hoje para vocês: ‘só quando o filho do rico estudar na mesma escola que o filho do pobre, teremos um Brasil forte e uma sociedade mais justa’. Esse é o meu sonho. E eu vou realizá-lo em Pernambuco. Para isso, contarei com a ajuda de todos vocês", convocou Paulo Câmara.


Assessoria de Imprensa do PSB

Translate