6 de agosto de 2014

Paulo recebe colaborações de entidades que lutam pelos direitos da pessoa com deficiência

Após análise do candidato e de sua equipe, sugestões devem ser incorporadas ao programa de governo da Frente Popular


Com o objetivo de reunir sugestões para o seu programa de governo, o candidato da Frente Popular, Paulo Câmara (PSB), conversou, nesta terça-feira (5), com integrantes de oito associações que lutam pelos direitos da pessoa com deficiência. No encontro, o socialista recebeu um documento com demandas do segmento e se comprometeu a avaliar com a sua equipe todas as propostas apresentadas. Para garantir a concretização de políticas públicas para o setor, Paulo prometeu a implantação de um mecanismo operacional específico para a área.

"Pernambuco avançou muito com a implantação de uma política para a pessoa com deficiência nos Governos Eduardo Campos (PSB). Tudo o que nos foi apresentado aqui é possível de ser feito. Teremos um plano operativo anual para executar todas as sugestões que irão para o nosso programa de governo", anunciou Paulo Câmara.

Entre as propostas apresentadas ao candidato estão o aumento do investimento estadual na prática esportiva para pessoas com deficiência, a gratuidade para o segmento no transporte público estadual e a entrega de órteses e próteses para quem não tem condições de adquiri-las no mercado privado.

O candidato da Frente Popular destacou que ferramentas como o Pernambuco Conduz e Praia Para Todos, adotadas nos Governos Eduardo Campos/João Lyra, serão ampliadas a partir de 2015. "Temos condições de fazer ainda mais. São experiências bem sucedidas que queremos fortalecer em todas as regiões do Estado", ressaltou.

Membro da Fraternidade Cristã da Pessoa com Deficiência, Paulo Fernando destacou a preocupação do socialista em ouvir o segmento para inclui-los na construção das diretrizes para o seu programa de governo. "É a primeira vez que um candidato a governador nos procura para saber de nossas propostas. Estamos muito felizes de poder apresentar as nossas sugestões" afirmou.

Câmara, no entanto, fez questão de frisar que a colaboração do segmento não será restrita à elaboração de um documento de campanha eleitoral, mas se estenderá à participação na administração. "Quero governar com vocês", revelou.

Assessoria de Imprensa do PSB
Crédito: Rodrigo Lobo.