Conheça a Via Krupp, uma das trilhas mais deslumbrantes da Ilha de Capri























Uma das mais belas trilhas do mundo, Via Krupp está localizada na ilha de Capri, no Mar Tirreno, no lado sul do Golfo de Nápoles.

A trilha pavimentada histórica liga a Cartuxa de Santiago e os Jardins de Augusto, com a Marina Piccola.

Construído entre 1900 e 1902, o caminho dimensiona uma distância vertical de cerca de 100 metros por uma série de curvas sinuosas, cortadas e fixadas na rocha, tão próximas, que parecem quase se sobrepor.

Via Krupp foi descrita como "uma estrada que é por si só uma obra de arte" por conta de seus ziguezagues elegantes, organizados em harmonia com a falésia, onde cada curva traz uma visão diferente, uma nova perspectiva, e um banquete visual para os olhos.


























"O caminho se move a uma inclinação constante, mas há aqueles que percorrem-no sem sentir fadiga alguma, seja subindo ou descendo, pois eles descobrem que a cada passo há um novo deslumbre, uma nova visão do céu ou o sentimento de renovação que a costa proporciona", disse Pane R., em 1965.

O caminho foi encomendado pelo magnata do aço, o alemão industrial Friedrich Alfred Krupp, que no início do século 20, pediu ao engenheiro Emilio Mayer que o projetasse e o construísse. Krupp amava a ilha italiana de Capri, onde residiu durante vários meses, no Hotel Quisisana. Ele manteve dois iates lá, Maya e Puritan, com os quais exercitava seu hobby por oceanografia.




























Krupp queria o caminho para fornecer uma conexão entre seu hotel de luxo até a Marina Piccola, onde o seu navio de pesquisa de biologia marinha ficava ancorado. No entanto, Krupp supostamente teria usado o caminho para visitar secretamente Grotta di Fra Felice, uma gruta onde orgias sexuais com jovens locais supostamente ocorriam. Quando o escândalo veio à tona, Krupp foi obrigado a deixar a Itália, em 1902. Uma semana depois, Krupp cometeu suicídio.

Entre 1976 e 2008, Via Krupp permaneceu fechada devido a um deslizamento de terra. Era tão popular que, mesmo quando interditado, os turistas iam escorregar sob as barreiras para vê-lo e grandes portões tiveram de ser erguido para mantê-los longe.































Fonte: Amusingplanet/JC 
Foto: Reprodução / AmusingPlanet

Translate